Campeões de 2020: Denny Hamlin

Tanto a Fórmula Indy quanto a NASCAR de uma forma geral são competições que não tem o mesmo impacto que a Fórmula 1 (isso no âmbito geral do campeonato como um todo), mas cada uma delas tem uma corrida especial que vale muito mais do que o campeonato todo. As 500 milhas de Indianápolis na Indy e a famosa Daytona 500, da NASCAR. Não há nada como ficar dando duzentas voltas em um circuito oval por mais de quatro horas e decidir tudo apenas na última volta e em cima da linha de chegada. Haja fôlego para tanta emoção.

Neste ano, como já ocorreram outras vezes, choveu no domingo e a corrida foi adiada para segunda-feira. O dia de sol deu um brilho ainda maior para este evento esportivo tão especial. Os carros ficam lá correndo e a hora vai passando, até que finalmente as últimas voltas começarem e a emoção vir à tona. Acidentes inevitáveis, bandeira amarela, carros parados esperando limpar a pista. Isso é o que mais acontece. Se houver um acidente antes da abrir a última volta para tudo, retornam para mais duas voltas até que a bandeira branca seja acionada.

Denny Hamlin sabe muito bem como é isso, ele ganhou no ano passado e não perde tempo para assumir a ponta antes de abir a última volta (agora "não tem mais volta"). Mas então Ryan Newman e Ryan Blaney passam por ele e o deixa para trás, com Busch liderando e tentando segurar Blaney de todas as formas. Ele fecha em cima e depois fecha em baixo da pista, mas acaba sendo acertado por Blaney na traseira de seu carro vai parar no muro passando bem na frente de Hamlin e quase o levando junto.

O que acontece em seguida é uma sucessão de coisas incríveis em um espaço de tempo muito curto. Enquanto Ryan Newman está batendo no muro e capotando seu carro, Denny Hamlin está ultrapassando Ryan Blaney e conseguindo vencer a corrida por menos de meio metro na linha de chagada. Aos mesmo tempo o carro de Busch cai na pista e é acertado por outro carro que o faz voar e dar mais uma pirueta no ar, caindo de ponta cabeça e vendo o carro começar a pegar fogo. Os médicos então correm para socorrer Busch enquanto Hamlin faz a festa com a vitória que veio graças a lambança de Blaney.

A galeria dos Campeões de 2020 é feita levando em consideração o nosso Calendário do esporte em 2020. Abaixo segue a lista com todos os campeões e ouros destaques.

Janeiro
Rali Dakar (carros): Carlos Sainz
Aberto da Austrália (feminino): Sofia Kenin
Aberto da Austrália (masculino): Novak Djokovic

Fevereiro
Super Bowl: Kansas City Chiefs
Daytona 500: Denny Hamlin

Campeões de 2020: Kansas City Chiefs

O Super Bowl deste ano trouxe de volta à decisão o velho conhecido San Francisco 49ers, um time que fez tanta história com Joe Montana e ganhou muitos títulos da NFL. O problema é que eles já não vencem mais, perderam da última vez que haviam chegado na decisão e perderam mais uma vez agora. Por outro lado podemos dizer que o Kansas City Chiefs mereceu ser campeão, pois desde a temporada anterior vem fazendo grandes campanhas e dando sinais de que mais cedo ou mais tarde poderia "chegar lá".

O Super Bowl LIV e seu grande campeão merecem dois destaques. Um deles é o quarterback Patrick Mahomes, que foi eleito MVP do jogo e simplesmente jogou demais mesmo, principalmente quando ele mesmo marca o touchdown. O outro destaque é o técnico Andy Reid, um veterano de tantas histórias (seja no âmbito esportivo ou até mesmo no pessoal com filhos presos e que já morreram), e que era o técnico que mais vezes tinham ganho jogos na NFL sem nunca ter sido campeão do Super Bowl. Ele conseguiu finalmente.

Por fim vale destacar que o San Francisco 49ers estava vencendo o jogo por 20 a 10 até restarem "apenas" cerca de seis minutos para o final do último quarto. A partir daí o Kansas marcou 21 pontos com três touchdowns seguidos. O 49ers nunca havia sofrido tantos pontos em apenas um único quarto durante toda a temporada. A pontuação de 21 do Kansas no último quarto foi maior do que a pontuação do 49ers no jogo todo.

A galeria dos Campeões de 2020 é feita levando em consideração o nosso Calendário do esporte em 2020. Abaixo segue a lista com todos os campeões e ouros destaques.

Janeiro
Rali Dakar (carros): Carlos Sainz
Aberto da Austrália (feminino): Sofia Kenin
Aberto da Austrália (masculino): Novak Djokovic

Fevereiro
Super Bowl: Kansas City Chiefs

Campeões de 2020: Novak Djokovic

Acho que o fã de tênis da atualidade é um privilegiado. E não é só pelo fato de poder estar vendo três dos maiores jogadores de todos os tempos, mas também pela longevidade que os tempos modernos estão proporcionando aos atletas. O suiço Roger Federer continua jogando aos 38 anos de idade (faz 39 em agosto de 2020), e continua dando trabalho chegando na semifinal do Aberto da Austrália. Acabou perdendo para outro gigante, Novak Djokovic, que ficou com o título após derrotar Dominic Thiem na final. Este último por sua vez eliminou o outro monstro Rafael Nadal ainda nas quarta-de-final.

A vitória de Djokovic neste ano do Aberto da Austrália tem dois aspectos muito interessantes. O primeiro é que ele chega aos seu título de Grand Slam número 17, entrando definitivamente na briga para ser o maior vencedor de todos os tempos em busca de Nadal que tem 19 e de Federer que tem 20. O natural será ver Nadal igualando e passando e depois, talvez, Djokovic igualando ou superando Nadal. Isso não será fácil, mas o outro aspecto o credencia para isso que é mais um ano com a chance de vencer os quatro Grand Slam´s no mesmo ano.

Nos últimos dois anos Djokovic faturou "apenas" dois Grand Slam no mesmo ano. Alternou entre Wimbledon e US Open e Ausrália e Wimbledon. Com Austrália já garantido e Wimbledon ganho nos dois últimos anos, podemos dizer que ele poderá levar três com o US Open, mas o grande problema é Roland Garros, onde Nadal voltou a vencer e dificilmente perderá, e onde Djokovic só venceu uma vez em 2016, aquele ano que só não ganhou Wimbledon e que já poderia ter sido o ano dos quatro nos mesmo ano.

A galeria dos Campeões de 2020 é feita levando em consideração o nosso Calendário do esporte em 2020. Abaixo segue a lista com todos os campeões e ouros destaques.

Janeiro
Rali Dakar (carros): Carlos Sainz
Aberto da Austrália (feminino): Sofia Kenin
Aberto da Austrália (masculino): Novak Djokovic

Campeões de 2020: Sofia Kenin

A chave feminina do Aberto da Austrália deste ano tinha 22 jogadoras dos Estados Unidos, e nenhuma de toda a América do Sul. Até a África estava presente com uma representante da Tunísia. E as americanas deram mais um grande show. Todos de olho nas promessa Catherine Bellis e Coco Gauff, ou nas veteranas Serena Williams e Madison Keys. Mas foi uma outra que acabou surpreendendo a todos e ficando com a taça.

Sofia Kenin tem apenas 21 anos e ao mesmo tempo "já está" com 21 anos e nunca havia feito nada de mais. Em torneios de Grand Slam ela não passava nem da quarta rodada nos últimos dois anos. Para se ter uma ideia a Maria Sharapova ganhou Wimbledon com 17 anos e Jennifer Capriati ganhou as Olimpíadas com 14. Mas desta vez tudo mudou. Gauff tirou Naomi Osaka do caminho e Kenin interrompeu o sonho da jovem e já badalada compatriota.

Agora chegou a vez dela ser badalada e lembrada. Seu caminho até a final até que foi fácil, mas Garbiñe Muguruza não iria facilitar depois de ter feito o que muitos chamariam de final antecipada contra Simona Halep. O primeiro set foi daquela que poderíamos estar chamando de representante sul-americana, mas da Venuezuela ninguém quer saber. Depois disso ela entrou no jogo e venceu os dois sets seguintes. Sofia Kenin, um nome que talvez voltaremos a escutar mais algumas vezes neste e nos próximos anos.

A galeria dos Campeões de 2020 é feita levando em consideração o nosso Calendário do esporte em 2020. Abaixo segue a lista com todos os campeões e ouros destaques.

Janeiro
Rali Dakar (carros): Carlos Sainz
Aberto da Austrália (feminino): Sofia Kenin

Campeões de 2020: Carlos Sainz

Nos últimos anos o nome Carlos Sainz se tornou mais conhecido, principalmente para aqueles que acompanham a fórmula 1. Mas esse Carlos é, na verdade, filho de um outro Carlos Sainz que a muitos anos já faz história no automobilismo, especialmente nas corridas de Rali. Com seus 57 anos ele não se cansa, segue firme e conquista títulos. Quando se fala em Rali naturalmente se fala em Rali Dakar. Um evento fantástico, grandioso, mas apesar de tudo ser tão interessante, os carros acabam tendo e merecendo um destaque maior.

A disputa não é fácil, são grandes nomes em busca do mesmo objetivo, mas desta vez Carlos Sainz levou a melhor. Ele já havia sido campeão em 2010 e em 2018. Agora em 2020 fatura o seu terceiro título de forma merecida.

A galeria dos Campeões de 2020 é feita levando em consideração o nosso Calendário do esporte em 2020. Abaixo segue a lista com todos os campeões e ouros destaques.

Janeiro
Rali Dakar (carros): Carlos Sainz