Saindo por cima

14:29 Net Esportes 9 Comments

A belga Justine Henin, número um do mundo, anunciou hoje sua aposentadoria imediata do Tênis, um dia triste e uma perda imensa, principalmente pela proximidade de um dos seus torneios favoritos, mas mesmo com uma decisão precoce, já que tem apenas 25 anos de idade, Henin deixa as quadras no topo, no auge da carreira e com a certeza de que conquistou muito mais do que esperava.

Nascida em 1982, Henin está no mundo do tênis desde os 5 anos de idade, se tornou profissional em 1999 e faturou um total de 41 títulos, sendo sete deles de Grand Slam, incluindo quatro Roland Garros, dois US Open e um Australian Open, a jogadora lamenta o fato de nunca ter vencido em Wimbledon, sendo vice em 2001 e 2006, mas faturou também as Olimpíadas de Atenas 2004 e o Masters de Madri no ano passado, considerado por ela mesma como o ponto alto de sua carreira.

Algumas contusões e o cansaço do circuito foram alguns dos motivos que levaram ela a parar de jogar, os recentes resultados negativos como a derrota em Berlim na última semana também prevaleceram - "Venci tudo numa quadra de tênis e prefiro sair de cabeça erguida que a continuar a cair", explicou a jogadora que ressaltou ainda o fato de ter "dinheiro suficiente para três vidas" e vontade de "não jogar nem mais um dia sequer".

Henin deixará muitas saudades, por seu jogo competitivo e um carisma especial que conquistou muitos fãs, mesmo com um biotipo nada imponente, a jogadora que foi a primeira belga a vencer um torneio Grand Slam, superava de maneira incrível as fortes concorrentes como as irmãs Williams, a russa Maria Sharapova, além de Mauresmo, Davenport e tantas outras. A técnica, aliada ao seu golpe de esquerda usando apenas uma das mãos, sua caracteristica mais marcante, lhe ajudaram a vencer muitos torneios, e poderiam ajudar mais ainda, porém ela se retira no auge, no topo, por cima, como a número um do mundo. (Fotos Arquivo: Michael Spingler/AP e Joe Klamar/AFP)

- JUSTINE HENIN
- A MLEHOR DO MUNDO

9 comentários:

Lya Lopes disse...

Assim que é bom, sair no auge!

carla m. disse...

certa ela, sair antes de ver a decadência, e ter a lucidez de suas limitações.

Reporter x disse...

isso mesmo! um exemplo de mulher!

blog disse...

Ouvi rapidamente a notícia, mas o que me chamou a atenção foi um comentarista da ESPN dizer que ela não está entre as 20 melhores de todos os tempos.
E colocou Martina como a melhor de todas.

O que vc acha?

Fez bem ela. Acho que todos deveriam pensar como ele. Ficar prolongando, pensando que ainda poderá fazer algo de bom é ruim. Pare enquanto você está bem e assim todos irão lembrar de você com algo bom.

Net responde disse...

@Grijó: Acredito que Henin esteja até entre as 10 melhores da história, não sei qual Martina você se refere mas tanto Novratilova quanto a Hingis também tem seu espaço entre as 10 ou 20 melhores da história.

Vinicius Grissi disse...

Engraçado ela abandonar a carreira assim tão nova. Mas por um lado, inteligente. Preferiu abandonar enquanto está por cima, em grande momento.

Interessante.

Raissa Póvoa disse...

É uma perda lamentável. Mas para no auge e vai ser lembrada assim.

Priscilla Bar disse...

Eu acho que ela tá doida!rs...apesar de estar no auge e tal,ela nao tá com idade de abandonar ainda...

Mas enfim...vai saber os motivos...