Tu és forte, Tu és o maior

21:25 Net Esportes 7 Comments

Com força, com determinação, com uma excepcional arrancada final, poucos acreditavam mas muitos tinham esperanças, o começo do ano foi ruim, eliminado aqui e ali, começou o Campeonato Brasileiro perdendo, justamente para o adversário que no final era o único que poderia estragar a festa, o São Paulo esteve até 11 pontos atrás do Grêmio, mas terminou três à frente, e estabeleceu uma nova hegemonia no futebol brasileiro.

Os títulos de 1977, 1986 e 1991 eram glórias que o torcedor do Morumbi sempre teve orgulho, mais ainda por ter feito desde 1971 nada menos que oito finais no torneio nacional, o São Paulo sempre foi o time que mais marcou pontos, e quando o sistema de pontos corridos foi estabelecido, não demorou muito para provar sua força em sua maior especialidade.

Muricy Ramalho, quase foi campeão em 2005 pelo Internacional, assumiu o São Paulo em 2006 para entrar na história de forma brilhante, conquistou o título e repetiu o feito em 2007, o pupilo de Telê Santana determinou definitivamente o quanto é competente esse ano, faturou o tricampeonato com o São Paulo Futebol Clube e igualou o feito de Rubens Minelli, mais do que isso levou o tricolor paulista ao inédito hexacampeonato.

O hino toca e a torcida se emociona, o São Paulo é seis vezes campeão do Brasileirão, o primeiro time a alcançar tal condição, e pela primeira vez em sua história vence um campeonato três vezes seguidas, quebrando uma sina de 61 anos desde 1947 quando podería ter sido tricampeão paulista, mas a espera valeu a pena, e não foi fácil, veio apenas na última rodada, em dos campeonatos mais equilibrados de todos os tempos.

Rogério Ceni, um dos símbolos do time na conquista dos três títulos, tem o privilégio de levantar a taça mais uma vez, uma alegria que se espalha por inúmero torcedores e também nos jogadores, desde o oportunista Borges, até os renascidos Hugo e Dagoberto, sem esquecer das muralhas Miranda, André Dias e Rodrigo, além dos sempre competentes Hernanes e Jorge Wagener, que como tantos outros foram brilhantes, brigaram até o fim, sempre na busca do seu grande objetivo, de ser campeão, de ser tricampeão, de ser hexacampeão. (Foto: Joedson Alves/AFP)

- ESPECIAL DO HEXA

7 comentários:

Leandrus disse...

Pois é, um título merecido. Lembro que no começo do ano todos se preocupavam com o São Paulo porque sabiam que era um time que poderia pegar no tranco a qualquer momento, mas chegou uma hora que isso parecia tão difícil de acontecer que ninguém mais botava fé no time. Quando o time engrenou, não teve pra ninguém; tanto que o time terminou o campeonato 18 rodadas sem perder! Incrível!

Ateh!

Vinicius Grissi disse...

Título justo. Merecidissimo. O São Paulo fez por merecer e é o maior time do país no momento, sem dúvidas.

Deixaram chegar, agora aguentem.

Alexandre Silva disse...

Incontestável
O São Paulo manda, os outros obedecem...

Aprende Galo.... hehehehehe

Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Ricky_cord disse...

O São Paulo soube ser a equipa mais regular. Depois do Corinthians agora é o Vasco a descer. Os históricos estão a passar dias difíceis.

Daniel Leite disse...

Concordo: está mais do que estabelecida uma dinastia no futebol brasileiro. Talvez o Cruzeiro e o Internacional tenham boas condições para tentar quebrá-la, ou, no mínimo, intrometer-se nela. O Palmeiras, se quiser alguma coisa, precisa investir de maneira mais cirúrgica. Quanto aos outros, Fluminense, Flamengo e, mais discretamente, o Corinthians podem sonhar com algo. No entanto, é mais provável que o São Paulo continue dominando.

Até mais!

Camila Paulos disse...

Tô quase explodindo de orgulho.

carlos pizzatto disse...

Miranda e Rogério foram titulares nos três anos.