Se aposentando novamente

14:47 Net Esportes 5 Comments

Dessa vez parece ser pra valer, dessa vez parece que não tem volta, Brett Favre enviu um e-mail para a ESPN e revelou que novamente irá se aposentar, com 39 anos de idade este deve ser definitivamente o adeus de Brett coração de leão da NFL e do Futebol Americano profissional, o veterano jogador que havia voltado atrás na decisão de se aposentar no ano passado, fez questão de agradecer por tudo que passou no último ano defendendo o New York Jets.

Depois um excelente ano jogando mais uma temporada pelo Green Bay Packers, Brett tentou continuar jogando em sua equipe, mas acabou indo para o time de Nova York que estava muito mal, e deu a eles grandes esperanças de irem aos playoffs, teve um início de temporada incrível e no total deu passes para 22 touchdowns, mas ao mesmo tempo sofreu 22 interceptações, e os últimos cinco jogos foram péssimos, o que culminou na eliminação da equipe, ao mesmo tempo que o Packers agora com Aaron Rodgers também ficava fora dos playoffs.

Pode ser desânimo ou decepção, mas a verdade é que talvez o braço de um dos maiores jogadores de todos os tempos, que terá seu lugar no Hall da Fama com certeza, já não esteja mais tão afiado como na época em que teve a primeira chance de jogar como quarterback, no difícil começo de carreira, Favre saiu do Atlanta Falcons mas foi mal recebido pela torcida dos cabeças de queijo em Lambeau Field, porém bastou um jogo e uma jogada sensacional pra conquistar o torcedor, e depois levar o time ao título do Super Bowl XXXI após longos anos de espera.

Favre jogou 18 temporadas e conseguiu números incríveis na carreira, foi eleito MVP da temporada em três oportunidades, tem o maior número de passes para touchdown com 464, maior jardas em passes com 65.127 e também o recorde de iniciar 291 jogos consecutivos como titular da equipe, inclusive no dia 23 de Dezembro de 2003, quando seu pai faleceu e ele entrou em campo, marcou quatro touchdowns só no primeiro tempo na vitória arrasadora de 41 a 7, "Eu sei que o meu pai iria querer que eu jogasse" disse emocionado ao sair do campo, e agora parece mesmo estar saindo de cena, e vai deixar muitas saudades sem dúvida. (Foto: Jed Jacobsohn/Getty Images)

5 comentários:

Grande atleta...não conheço mas pelo texto fez história !!!

Ron Groo disse...

Este com certeza vai deixar saudades. Mais que um braço 'afiado', era o grande cérebro dos times por onde jogou.

Como é duro o fim de carreira no esporte. Já passei por isso e olha q não tinha resultados q me orgulhassem tanto assim. Mas amo o esporte e competir é especial. Agora, imagina essas feras terem de encarar a aposentadoria antes dos 40. Não é a toa q Favre, Michael Jordam, Guga (o caso dele foi ainda pior), Romário e tantos outros astros ficaram indo e vindo na decisão de pendurar seus instrumentos de jogo.
Esse jogo é q é duro!

Abração
Everton

(( E r i k a )) disse...

Confeço q nem conheço esse jogador, pois ñ fico por dentro das notícias de futebol americano.
Mas ele fez a história dele né! Muito 10 a história da vida desses atlétas!

abutre236 disse...

Eu lembro muito bem desse jogo dele, no dia em que seu pai faleceu. Depois disso comecei a acompanhar a NFL e torcer para o Green Bay e especialmente para o Favre. Naquele dia ele estava impossivel.

Vai deixar saudades.