Um retorno emocionante

19:01 Net Esportes 2 Comments

Neste sábado o mundo da velocidade voltou suas atenções para a Fórmula Indy, onde o carro de número três da equipe Penske via em seu cockpit o retorno de um de seus pilotos com maior fidelidade e dedicação, o brasileiro Hélio Castroneves, que foi inocentado das acusações de sonegação de impostos, evasão de divisas e formação de quadrilha, e não perdeu tempo para voltar a fazer o que mais gosta, em um retorno emocionante às pistas.

"Será isto um sonho", perguntou Helinho, "Não, essa é a realidade", respondeu Tim Cindric, mas ele mal podia acreditar que estava de volta, "Nunca me senti tão bem em estar aqui. Sentar no meu carro foi indescritível. Normalmente eu espero até o último minuto, mas hoje eu fiz questão de entrar nele assim que pude. Olhei para o capacete, todos os detalhes. Foi uma felicidade incrível estar aqui. Só quero voltar à minha vida normal" - afirmou, em entrevista coletiva.

Além de Castroneves, sua irmã Katiúcia também foi inocentada, segundo as acusações, ele devia cerca de 5,5 milhões de dólares o IRS (Internal Revenue Service, o equivalente à Receita Federal no Brasil) e corria o risco de ir parar na cadeia por alguns anos, mas 12 jurados do caso decidiram inocentá-lo de seis das sete acusações. A última foi anulada pelo juiz Donald Graham porque não houve um consenso do júri. Assim o piloto ficou livre para voltar a competir.

Campeão das 500 milhas de Indianápolis em 2001, vice-campeão da temporada da Indy em 2002 e 2008, terceiro colocado em 2003 e 2006, conhecido como Spider Man por escalar a grade após as vitórias além de grande reconhecimento ao estrelar a Dança dos Famosos nos EUA, Helinho está de volta, aos 33 anos de idade e quem sabe mais forte do que nunca, sempre correndo pela Penske, agora com atenção redobrada nas pistas e na vida financeira. (Foto: /Getty Images)

2 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Isso foi muito bom para o Helinho e para o automobilismo brasileiro. Ele vem muito mais forte para a disputa da temporada.

Abraço!

Leandro Montianele

Lombardi* disse...

que bom que estão melhorando as coisas pro Hélio