Camisa quatro é roxa

10:27 Net Esportes 3 Comments

Durante toda a semana só se ouvia falar de uma coisa na NFL, só se ouvia falar do Monday Night Football, o grande e esperado jogo de Futebol Americano da segunda-feira à noite, o grande duelo entre duas equipes que sustentam uma das maiores rivalidades históricas na liga, ninguém queria perder, ainda mais contando com ingredientes que colocaram ainda mais fogo no confronto, de um lado estava o Green Bay Packers, do outro ninguém menos que o Minnesota Vikings, só que atuando com um quarterback pra lá de conhecido pelos cabeças de queijo, o famoso e inesquecível Brett Favre.
Green Bay Packers v Minnesota Vikings
Os jogadores mais antigos do Packers não estavam nem aí pelo simples fato de Favre ter jogado praticamente toda sua carreira em Green Bay, ele está agora no maior rival da equipe e tudo que querem é vencer e aniquilar o até outrora velho amigo, para a torcida verde então o sentimento de traição talvez fosse ainda maior, em um dos chapéus em forma de queijo o torcedor perguntava - "Brett Who?", e quando viu o jogo começar no Metrodome absolutamente lotado ele teve a sua resposta, o veterano jogador de quase 40 anos ainda joga bem, ainda joga muito e continua batendo mais recordes na NFL.

A emblemática camisa número 4 não é mais verde, agora ela é roxa e seu dono está do outro lado, o substituto de Favre, Aaron Rodgers, tem uma de suas melhores atuações na carreira atuando pelo Packers, mas o muito às vezes é pouco quando se tem Brett Favre atuando na mesma partida, 24 de 31 passes acertados e 271 jardas percorridas, três tochdowns e uma vitória fulminante do Vikings, 30 a 23 no placar, Brett Favre se torna o primeiro jogador de toda a história a ter pelo menos um triunfo contra todos os 32 times da NFL, com essa até pouco tempo impensável marca o quarterback já tem o que comemorar em sua festa de aniversário do próximo sábado.

A coemoração é de Favre, de toda a equipe incluindo o defensor Jared Allen que também foi brilhante na noite de ontem e principalmente da torcida do Minnesota Vikings, que está vendo o time crescer a cada jogo, que está vendo o time alcançar a perfeição no início da temporada, chegando a quatro vitórias e nenhuma derrota, algo que quando acontece tem 84% de chances de terminar com pelo menos uma classificação aos playoffs, mas para um time que tem Brett Favre jogando como nunca, batendo recordes e superando até sua ex-equipe, o sonho passa a ser ainda maior, o sonho já é de finalmente conquistar pela segunda vez o Super Bowl, e por enquanto não parece nada improvável. (Foto: Jamie Squire/Getty Images via PicApp)

3 comentários:

Patrick Araújo disse...

Achu que quando um atleta troca um clube ou time, é mais pela sua própria superação, o seu próprio ego, quer mostar que lele apenas não foi ídolo em um clube, mais sim em vários...

Temos diversos atletas que foram ídolos em diversos clubes...

Isso é mais uma questão pessoal...

Boa Sorte pra ele!!!

Leandrus disse...

Queria muito ter visto esse jogo, mas novamente não deu. E não tem jeito: eu só consigo acompanhar NFL quando acaba o Campeonato Brasileiro, pq geralmente os jogos da NFL caem no mesmo momento em que jogos decisivos do Brasileirão são disputados ou quando mesas redondas são transmitidas na tv.

Acho que os torcedores dos Packers poderiam ter tido um pouco mais de consideração por Favre. Mas ninguém aguenta ver um dos maiores ídolos indo para um dos maiores rivais.

Ateh e desculpa aí tanto tempo sem visitar o blog, rs!

Vinicius Grissi disse...

Não vou parar de falar até que o blog sorteie uma camisa dessas. Maravilhosa! hehehehe

Quanto ao jogo: foi realmente cercado de muita expectativa. Aliás, não sabia que eu conhecia tanta gente que seguia os jogos da NFL no meu círculo de amizades.