Começo quente na neve

12:20 Net Esportes 1 Comments

O frio e a neve chegaram na pequenina cidade de Sölden, localizada na Áustria e habitada por cerca de 3.449 pessoas, porém capaz de receber e acomodar bem nada menos do que 15.000 turistas, o atrativo maior nessa terra cheia de grandes montanhas é sem dúvida esquiar, e se o lugar é tão bom para esse esporte, não tem porque não fazer ali a abertura de mais uma temporada da Copa do Mundo de Esquí Alpino, que começou quente, apesar do frio, pois teve muitas quedas e naturalmente apenas uma vencedora, que ficou feliz, pois em uma competição tão difícil largar na frente é fundamental.
FIS World Cup - Women's Giant Slalom in Soelden
Finlandêsa, 29 anos de idade, Tanja Poutiainen não esconde que seu objetivo é ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas de Inverno de Vancouver, afinal ela amargou a prata em Torino 2006, justamente em um de suas modalidades favoritas, o Giant Slalom, que para sua imensa alegria foi a prova de abertura da Copa do Mundo na gelada Sölden, realizada neste sábado. Ela ainda tem força, ela ainda entende e prova porque ganhou o título desta descida no ano passado e em 2005, na somatória dos tempos a medalha de ouro é mais uma vez dela, sua quarta conquista de Giant Slalom na carreira.

Poutiainen não é restrita, vai bem no Giant Slalom mas também vence no Slalom, porém isto talvez seja pouco para almejar o título geral da Copa do Mundo de Esquí Alpino, onde a atual campeã que defende o título é ninguém menos que a norte-americana Lindsey Vonn, que domina o Downhill, o Super G, vai bem no Combinado e ainda consegue alguma coisa no Slalom, porém é justamente no Giant Slalom que ela se complica, o resultado final do ano passado prova que ela está se recuperando, porém hoje não era o dia, termina em nono lugar, nada mal para uma competição que vai até março do ano que vem.

Vonn teve que ver de longe a festa de Kathrin Zettel e Denise Karbon que completaram o pódio, mas poderia estar muito mais triste, como sua compatriota Julia Mancuso, a grande pedra no sapato de Tanja Poutiainen que levou o ouro do Giant Slalom das Olimpíadas caiu e nem marcou pontos, pior ainda Nicole Hosp, que também foi ao chão e com uma lesão no joelho teve que ser levada de helicóptero para o hospital, as coisas começaram quentes apesar do frio intenso na cidade austríaca, e talvez esquente ainda mais amanhã, quando no mesmo local tem início as competições do masculino. (Foto: Alexander Hassenstein/Bongarts/Getty Images via PicApp)

1 comentários:

Patrick Araújo disse...

Infelizmente naum pode ser praticado esses esportes aki no Brasil por questões do tempo, pelo Brasil ser um país Tropical...

Embora tivemos um evento de Snowboard no Rio de Janeiro da Guaraná Antartica, que foi mto legal... Bem diferente...

Abraçossssssss