Veterano vence na raça

22:59 Net Esportes 0 Comments

Hoje ele tem 47 anos de idade e só começou a correr aos 43, o espanhol Carlos Sainz é um exemplo de perseverança no esporte e na vida, ele já foi até candidato à vice-presidência do Real Madrid, com objetivo de ser presidente um dia, é presença quase sempre certa quando os jogos são realizados no Santiago Bernabéu, mas no Rali Dakar sempre faltava um pouquinho para a glória maior, estreiou com um 11º lugar e no ano passado venceu sete das dez etapas inicias, mas havia um rio em seu caminho, e o título era adiado mais uma vez, faltava alguma coisa para ser campeão, talvez raça.
LAST STAGE - CARLOS SAINZ VICTORY
A maior prova off-road do planeta, o Rali da morte que logo em seu início pelo segundo ano consecutivo na Argentina fez mais uma vítima, o Rali Dakar de tantos anos de história viu nesta edição de 2010 uma das disputas mais acirradas de todos os tempos entre os carros, de um lado Carlos Sainz pilotando um Volkswagen e na sua cola outro carro da mesma equipe, pilotado por Nasser Al-Attiyah, do Catar, que não desgrudava do espanhol de jeito nenhum, na última semana eles chegarão a se tocar, trocarão acusações e o clima esquentou, a disputa literalmente pegou fogo.

Carlos Sainz manteve a calma, o ímpeto exagerado que o levava a várias vitórias no passado e um abandono inesperado foi trocado pela essência que faz uma prova de rali, a regularidade, ele venceu apenas duas etapas, mas foi segundo colocado por seis vezes, terceiro uma e quarto em outras quatro oportunidades, na última etapa realizada neste sábado chegou em segundo perdendo para Al-Attiyah, mas com uma desvantagem de apenas 36 segundos, suficientes ficar com 2min12s de vantagem na classificação geral, assegurando finalmente o título que buscava a tanto tempo.

E se nos carros a disputa foi acirrada e vencida na raça, nas motos o campeão nunca teve tanta facilidade, superou os desafios impostos pela organização que fez restrições das cilindradas, e não deu chances para os adversários, o francês Cyril Despres foi campeão pela terceira vez na carreira do Rali Dakar, com uma vantagem incrível de 1h02min52s. Já nos caminhões outro baile, Vladimir Chagin assegurou seu sexto título, com 1h13min08 a frente de Firdaus Kabirov, sendo que venceu nove das 14 etapas disputadas no Dakar da América do Sul, que de voltar para a África no ano que vem, e que deixará muitas saudades por esses dois anos espetaculares que teve por aqui. (Foto: ZumaPress via PicApp)

0 comentários: