Não era tão ruim desde 2002

11:26 Net Esportes 4 Comments

ATP Masters Series: Rome - Day Three
O tenista que ocupa a primeira posição no ranking da ATP tem 10.690 pontos, uma vantagem de 4.210 pontos para o terceiro colocado, porém na prática o que se vê em quadra não é exatamente o que se vê nos números, a temporada de saibro começou e o 'rei do saibro' ressurgiu para ameaçar a liderança do recordista de títulos de Grand Slam, Roger Federer venceu em Roland Garros no ano passado e desbancou Rafael Nadal, mas o espanhol parece estar vivendo novamente seus melhores momentos de 2008 enquanto o grande rival declina a cada dia que passa, seus resultados não eram assim tão ruins desde o ano de 2002, fazendo com que os prognósticos piorem cada vez mais.

Derrota para o tcheco Tomas Berdych (20º do mundo) nas oitavas-de-final do Masters 1.000 de Miami, queda diante do cipriota Marcos Baghdatis (33º no ranking) logo na terceira rodada de Indian Wells, e ontem o pior de tudo ainda acabou acontecendo, estreia na temporada de saibro onde não começa perdendo desde o ano 2000, surpresa no resultado final quando se viu superado pelo letão Ernests Gulbis logo na primeira rodada do Masters 1.000 de Roma, sendo que o adversário ocupa a 40ª colocação no ranking da ATP, Federer não perdia três vezes seguidas antes de chegar nas quartas-de-final de um torneio há nada menos que oito anos, e tenta justificar o fracasso.

"Quando perde, você entende o quanto é difícil dominar o circuito. Este formato de mata-mata é brutal: uma semana você é ótimo e na seguinte você é terrível", declarou o jogador que se esqueceu do fato de que não jogava tão mal desde 2002, ou seja, por mais difícil que seja ele era um jogador que dominava o circuito, exceto talvez em 2008, quando Nadal conseguiu lhe superar não só na liderança do ranking como também na grama de Wimbledon, mas mesmo assim Federer conseguia manter o ritmo e não sofria eliminações tão precoces como a que ocorreu nesta terça-feira, o momento agora é de colocar os pés no chão e ver o que realmente está acontecendo, e isso ele já está fazendo.
ATP Masters Series: Rome - Day Three
No meio das justificativas para o terrível revés que sofreu, Roger Federer aproveitou para dizer que já pensa no Torneio de Estoril, que acontece na próxima semana, mais uma vez no saibro, pois Roland Garros está se aproximando, ele tem que defender o título conquistado no ano passado e terá um outro problema ainda maior para resolver, superar Rafael Nadal, que está impossível depois de ter se recuperado de sua lesão, sendo que já ganhou o Open de Monte Carlo com extrema facilidade, não jogou em Barcelona para se poupar, e teve uma estreia arrasadora neste torneio de Roma, mostrando a todos que não será nada fácil tirar o título de Paris das suas mãos, ou será que Federer pode fazer algum milagre? (Fotos: Julian Finney/Getty Images PicApp)

4 comentários:

Marcus Alencar disse...

Infelizmente o que ele está passando parece ser um reflexo do tempo em que vivemos em que cada vez mais a cobrança aumenta em cima de quem tem uma boa performance.

Daniel Silva disse...

melhor blog de esportes que já vi! completo, muitos posts, variedade de modalidades! um show

parabéns, amigo.

o federer, apesar das rápidas fases ruins que ele passa, ainda é e será o melhor da história pra sempre. se o nadal deixar.. hehehe

abraço

Vinicius Grissi disse...

Fiquei impressionado quando vi este resultado. Não é normal uma derrota do melhor da forma como foi. Mas, é esporte, e todo mundo está sujeito.

Ron Groo disse...

Pois é, como diz aquela canção dos Titãs no álbum Titanomaquia: Nem sempre se pode ser Deus.