Um gol contra de um aliado

10:22 Net Esportes 1 Comments

June 14, 2010 - Johannesburg, South Africa - epa02201624 Denmark's Simon Kjaer (T) retrieves the ball as the Netherlands' (L-R) Robin van Persie, Dirk Kuyt and Wesley Sneijder celebrate Simon Poulsen's (not seen) own goal during the FIFA World Cup 2010 group E preliminary round match between Netherlands and Denmark at the Soccer City stadium outside Johannesburg, South Africa, 14 June 2010.
Simon Poulsen, jogador dinamarquês de futebol, nascido em 1984 e hoje atuando como lateral na equipe do AZ Alkmaar, um time holandês que foi campeão do campeonato nacional em 2009, ele não esperava ir para a Copa do Mundo de 2010 e logo na primeira rodada enfrentar justamente a Seleção da Holanda, encontrando do outro lado o companheiro de clube Stijn Schaars, e talvez até se esquecendo ou se confundindo sobre de que lado está jogando, a bola levantada na área leva perigo, ele sobe e tenta tirar dali, mas sua cabeçada bizarra faz a bola ir para o lado errado, que é o lado certo holandês, a bola ainda bate nas costas do companheiro e entra no gol.

Nem lá nem cá, os chutes não iam em direção ao gol, iam para fora e destruíam as máquinas fotográficas posicionadas atrás das redes, mais uma expectativa que não ia se confirmando, todos esperavam muito mais da Holanda que está a muito tempo sem perder, que lembra muito as célebres equipes de 1974 e 1978 e que foi colocada como favorita ao título inclusive, Johan Cruijff está até nas tribunas de honra do estádio Soccer City, em Johanesburgo, mas ele acaba se decepcionando com o zero a zero do primeiro tempo, sorte que no início da segunda etapa aparece o dinamarquês holandês Poulsen, que muda completamente a história da partida.

No banco é possível ver Robben, machucado, fazendo tratamento intensivo na lesão e fazendo muita falta para a Laranja Mecânica, Sneijder só começa a parecer quando o tempo de disputa está chegando ao final, Van der Vaart, Van der Wiel, Van Bommel e todos os outros Van´s ficam devendo o futebol bonito que se esperava deles, e assim quem acaba aparecendo é o reserva Elia, que entrou no lugar de Vaart e deu muito mais movimentação para a equipe no ataque, aproveitando muito bem os espaços deixados pela Dinamarca, afinal a Seleção conhecida como Dinamáquina não queria perder, isso jamais havia acontecido em qualquer outro jogo de estréia que fizeram em Copas do Mundo.
Denmark's goalkeeper Thomas Sorensen watches the header of Simon Poulsen (R) that ended up with an own goal during their 2010 World Cup Group E soccer match against the Netherlands at Soccer City stadium in Johannesburg June 14, 2010. REUTERS/Brian Snyder (SOUTH AFRICA - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP)
O desempenho ruim da Holanda, ou pelo menos abaixo do esperado, pode ser definido justamente pela força do adversário que enfrentou logo de cara, em um Grupo que tem também Camarões e Japão, as chances de ficarem com a segunda posição é muito grande, mas certamente terão que jogar mais futebol também, e principalmente fazer gols, que não sejam contras, algo que a Holanda conseguiu fazer no final da partida, com Kuyt, após bonita jogada de Elia, o jogador que veio do banco de reservas, o mesmo banco onde está a esperança holandesa Robben, para que a expectativa de fazer bonito se renove daqui para frente, afinal e apesar de tudo eles continuam sem perder jogo, e mais do que isso, vencendo o jogo. (Fotos: Eddie Keogh/Reuters e Brian Snyder/Reuters via PicApp)

1 comentários:

Vinicius Grissi disse...

De fato, o gol contra dinamarquês ajudou demais a vitória da Holanda, em um jogo complicado.

Não sei se viu, mas usei seu texto do jogo da Inglaterra com os EUA. Obrigado pela ajuda, amigo! É um prazer publicar seus ótimos textos no Marcação.