O importante é não se abalar

09:14 Net Esportes 0 Comments

New York Knicks Amar'e Stoudemire dunks in the fourth quarter against the Boston Celtics in the fourth quarter at Madison Square Garden in New York City on December 15, 2010. The Celtics defeated the Knicks 118-116.   UPI/John Angelillo Photo via Newscom
Na lateral da quadra o cineasta Spike Lee se levanta e vibra muito, em pleno Madison Square Garden ele vê o New York Knicks levar vantagem no placar após o final do primeiro tempo do jogo contra o Boston Celtics. Mais do que isso Lee e os milhares de fãs que lotam as arquibancadas víram também Felton acertar uma cesta de três pontos antes de zerar o cronômetro. 58 a 51 para o time que tem oito vitórias seguidas contra o time que tem dez vitórias seguidas na atual temporada. As coisas parecem ter mudado completamente na Big Apple com chegada de Amar’e Stoudemire, desta vez uma contratação finalmente deu certo para o Knicks, desta vez parece que os bons tempos dos anos 70 ou pelo menos a grande última campanha de 1999 estão de volta, agora é possível encarar os grandes de igual para igual.

Kevin Garnett, Ray Allen e Rajon Rondo, o Boston Celtics todo mundo sabe é uma equipe de vários grandes jogadres, e não apenas um grande jogador. Paul Pierce faz 32 pontos na partida mais é o único do time verde a superar a marca dos 30 pontos. Pelo Knicks as coisas são diferentes, Felton não fez apenas uma cesta de três nos últimos segundos do primeiro tempo, ele jogou muito mais do que isso, Danilo Gallinari também teve uma excelente atuação marcando 20 pontos, mas a alma do time, aquele que mudou as coisas em Nova York tem nome, e seu nome é Stoudemire. Pelo nono jogo consecutivo o jogador marca 30 pontos ou mais na mesma partida, contra o atual vice-campeão da NBA foram nada menos que 39 pontos, e por muito pouco não foram 42.

Valeu à pena sair do Phoenix Suns onde estava desde 2002, valeu à pena escolher o New York Knicks rejeitado por LeBron James, valeu à pena dar orgulho novamente para os torcedores que lotam o Gardem e agora voltam a ter esperanças de serem campeões da NBA novamente, algo que não acontece desde 1973. O jogo contra o Boston Celtics é eletrizante, a vantagem no placar poderia ter sido mantida até o final, mas a equipe de Doc Rivers reagiu no último quarto do jogo. Pierce vibra muito com dois lances livres convertidos, principalmente porque faltam apenas 0.4s para acabar o grande duelo. Mike D'Antoni pede tempo, a saída é na lateral de quadra mais perto da cesta, bola do jogo nas mãos de Amar’e Stoudemire que acerta um arremesso de três pontos, é replay do fim do primeiro tempo, seriam justamente os três pontos da vitória, não foram.
Boston Celtics Kevin Garnett, Paul Pierce, Ray Allen and Nate Robinson (R) react after Pierce hits the game winning shot with 0.4 seconds remaining on the clock in the fourth quarter against the New York Knicks at Madison Square Garden in New York City on December 15, 2010. The Celtics defeated the Knicks 118-116.   UPI/John Angelillo Photo via Newscom
O futebol anseia pelo recurso da TV no intuito de rever lances polêmicos, a NFL já faz isso há anos, assim como a NBA que não reluta em rever o último lance da partida entre New York Knicks e Boston Celtics. Os jogadores comemoraram muito a cesta de Stoudemire, só que a imagem na TV é claríssima e não deixa a menor dúvida, o cronômetro zerou antes que a bola perdesse contato com a mão da grande estrela do Knicks. A torcida vai da euforia à decepção, o time de Nova York perde uma sequência de oito vitórias e o time de Boston amplia sua sequência para onze triunfos. O mais importante de tudo é não se deixar abalar por uma simples partida, não deixar o ritmo cair porque o próximo jogo é contra outra equipe grande, o Miami Heat. Talvez nas palavras de Stoudemire uma esperança de que isso não vai ocorrer- "Eles nos respeitam agora, estamos prontos para jogar todas as noites, e eles sabem disso". (Fotos: John Angelillo/UPI/Newscom via PicApp)

0 comentários: