Novak Djokovic vai em busca de Roy Emerson

15:09 Net Esportes 0 Comments

Infelizmente, ou felizmente, a história do tênis se confunde muito entre o antes e o depois do início da chamada "Era Aberta". A fase considerada 'amadora' e o então profissionalismo unificado pela modalidade. É mais ou menos como a história do tênis australiano que se confunde muito entre as duas lendas da terra do canguru: Roy Emerson e Rod Laver. O primeiro fez sua carreira até 1967, um ano antes da "Era Aberta" começar, enquanto que o segundo ultrapassou a barreira que separava os dois períodos. Mas Laver era especialista em conquistar todos os torneios de Grand Slam no mesmo ano, e seu compatriota naturalmente demonstrava gostar muito mais da sua terra natal. Agora a sua casa parece a casa de outro jogador, um sérvio, que vai em sua busca para reescrever os capítulos desta saga.

Seis conquistas, sendo cinco delas consecutivas entre os anos de 1963 e 1967. Essa foi a campanha de Roy Emerson no Aberto da Austrália, conhecido como Australian Championships naquela época. Em 1962 o seu adversário na final foi Rod Laver, que fazia história naquele ano o derrotando também na França e nos Estados Unidos. Mas Laver optou por jogar a versão profissional da competição antes de 1968 e só voltou a brilhar em seu território no ano de 1969. Assim fica difícil colocá-lo no mesmo nível de Emerson que só fica atrás de Pete Sampras e Roger em Federer em número de Grand Slams conquistados. E como venceu tantas vezes seguidas na Austrália, mesmo que antes de 1968, fica difícil não vê-lo como meta para Novak Djokovic, que neste domingo se tornou o primeiro a vencer três vezes seguidas depois de 1968.

O lugar onde ele se sente em casa. Djokovic conseguiu conquistar o Aberto da Austrália em 2008 quando era visto no circuito como um jogador pouco carismático e que só gostava de tirar sarro dos outros jogadores e jogadoras. Mas o tempo o fez mudar seu perfil e sua serenidade aumentou. Seria ele mais parecido com Roy Emerson ou Rod Laver? Seria ele australiano? Melhor que Neale Fraser? A vida mudou muito depois de 2011, seu ano mágico. Ele quase imitou Laver, deixando de conquistar apenas o Aberto da França quando perdeu na semifinal. Ele manteve parte das suas forças em 2012 e voltou a vencer na Austrália, repetindo agora em 2013 o grande feito. Quarto título e o terceiro consecutivo. Nem Roger Federer e nem mesmo Andre Agassi conseguiram isso.

Deve ser por isso que o americano reverenciado pelo sérvio lhe entregou o troféu neste domingo. Com mais uma conquista ele o ultrapassará e ultrapassará Federer em número de títulos conquistados no Australian Open. Com mais dois seguidos ele conseguirá igualar Roy Emerson no total de conquistas e também no número de conquistas consecutivas. Uma busca que certamente não será o maior objetivo de sua carreira, mas que obviamente fará parte de seus planos para que aconteça de forma natural. Assim como quem sabe vencer todos os torneios de Grand Slam no mesmo ano como fizera Rod Laver. Na Austrália em busca dos recordes australianos, porque Rafael Nadal não jogou, Federer perdeu na semifinal e Andy Murray não manteve a força que conseguiu no final do ano passado. Pois não basta apenas chegar lá, tem que alcançar o posto de número um e se manter por alguns anos, de forma consecutiva, antes ou depois da "Era Aberta", sendo ou não australiano de nascimento.

0 comentários: