"The Whack Heard Round the World"

15:07 Net Esportes 0 Comments

Em fevereiro de 1992 apenas um seleto grupo de pessoas voltava as suas atenções para a pequenina cidade de Albertville, na França. Aquela região dos Alpes, no entanto, abrigava nada menos do que mais uma edição dos Jogos Olimpícos de Inverno, a última ocorrendo no mesmo que ano que as Olimpíadas de Verão. Como de costume, as disputas de esqui alpino nas montanhas eram as mais admiradas, mas mesmo assim havia que apreciasse a patinação artística. Os americanos em especial com motivos de sobra: Kristi Yamaguchi ficou com a medalha de ouro, enquanto duas outras revelações da Terra do Tio Sam iniciavam um guerra que por pouco não se transformou em uma tragédia.

Nancy Kerrigan levou a medalha de bronze e Tonya Harding amargou a quarta colocação. A próxima edição das Olimpíadas de Inverno seriam em apenas dois anos, para não coincidir mais com os Jogos Olímpicos de Verão. Elas não poderiam perder tempo na grande corrida pelo ouro no gelo. Então, após um dia normal de treinos antes do campeonato nacional americano em Detroit, o inesperado aconteceu. Nancy foi atacada e golpeada no joelho por um homem que usava um tipo de bastão. A imagem após o ataque acabou sendo gravada por câmeras que cobriam o evento e nela era possível ver todo o sofrimento de Kerrigan que gritava: "Por que? Por que?"

Com a perna machucada, Nancy Kerrigan acabou impedida de disputar a competição. Sem uma forte concorrente ao seu lado, Tonya Harding acabou vencendo sem muitas dificuldades. Porém, no mês de junho daquele mesmo ano de 1994, a medalha de Harding foi caçada e seu título cancelado. Tudo porque a patinadora estava diretamente envolvida no plano premeditado de ataque à Nancy. O planejamento havia sido feito pelo ex-marido de Harding, Jeff Gillooly, juntamente com o segurança Shawn Eckhardt. Eles contrataram Shane Stant e o objetivo era quebrar a perna de Kerrigan para que ela jamais pudesse andar de esqui novamente em sua vida. Por sorte dela nada acabou dando certo, nem mesmo para Harding antes que tudo fosse descoberto.

O tom sensacionalista da história atraiu a mídia de todo o mundo. Nancy Kerrigan foi capa das revistas TIME e Newsweek e, mesmo com tanto assédio e tão pouco tempo de recuperação do ataque, estava pronta para as disputas Olímpicas em Lillehammer, na Noruega. E como as investigações da polícia ainda não haviam concluído nada nessa época, Harding também estava lá ao lado dela, provavelmente ainda achando que seu plano de acabar com a rival ainda iria lhe trazer bons resultados. Mas não foi o que aconteceu, pois Nancy Kerrigan ficou com a medalha de prata enquanto a inimiga número um e mentora do ataque terminou apenas na oitava colocação.

0 comentários: