Histórias Olímpicas V

18:06 Net Esportes 8 Comments

Última antes da parada em decorrência da 1ª Guerra Mundial, os Jogos de Estocolmo 1912, candidata única à sede, acabou realizando a melhor Olimpíada até então, construiu um estádio Olímpico que parecia uma fortaleza medieval, devido aos tijolos de cor cinza-vulcânica, viu a chegada do sistema de som, cronometragem eletrônica e até fotofinish, mais participações de mulheres e representantes dos cinco continentes, tudo muito bom se não fosse uma mancada do COI.

O norte-americano Jim Thorpe brilhou e chegou a ser considerado o "maior atleta do mundo" pelo rei da Suécia, ganhou a medalha de ouro em duas modalidades, no decatlo e no pentatlo, mas acabou sendo injustiçado pelo Comitê Olímpico Internacional que lhe tirou as medalhas um ano depois, tudo porque ele ganhava 25 dólares jogando beisebol, prática que na época era reprovada pelo COI, um pregador do amadorismo.

Antes da punição a única festa em vida pelo feito se deu apenas durante desfile em carro aberto pela Broadway, Thorpe então se dedicou ao beisebol jogando no Cincinatti Reds. Em 1919, passou a jogar futebol americano, no New York Giants, nunca mais foi para as Olimpíadas e faleceu em 1953 com 65 anos. Mesmo com o seu nome já no Hall da Fama desde 1963, o COI só foi reconhecer o erro em 1982, quando devolveu as honras e as medalhas aos familiares de Thorpe.

Além desta grande injustiça, Estocolmo 1912 ainda proibiu as disputas de boxe, viu sua primeira vítima fatal, o português Francisco Lázaro que morreu no quilometro 30 da Maratona, e também o sumiço inesperado do norte-americano Howard Drew, favorito na prova dos 100m rasos que teria sido trancado no vestiário para que um branco fosse vencedor da corrida. Sem dúvida muitos acontecimentos bizarros, como o ciclista que levou mais de 10 horas para vencer, mesmo tempo da semifinal na luta grego-romana, e assim depois de cerca de três meses de disputas, os EUA voltaram a ficar em primeiro, com 25 medalhas de ouro. (Foto: Arquivo)

-
1908 - 1904 - 1900 - 1896

8 comentários:

danisiinha disse...

mais uma vez aprendendo por aqui....
adoroooo seu blog...

www.daniilopes.blogspot.com

Sombra, o Homem disse...

muito boa essa ideia de comentar uma por uma olimpiada...
e vamos torcer para q daqui a quatro anos mais ou menos, "a do Rio" possa ser comentada por aqui!!!


www.1irmao.blogspot.com
www.tirashd.blogspot.com

dbaskt disse...

kra esporte é contigo........muito bom rapa...se quiser fazer parceria de link da um toque.

abraço!

www.locupletado.wordpress.com

UNDERGROUND. disse...

Uma aula de história esse blog!

parabéns!

flw

Gessica Santiago disse...

Muito Bom o Post!
Eu não conheciaa essa "parte da história"!
Boaaaaa !!

beijosss!

Daniel Leite disse...

Caramba, o que fez os E.U.A. tão competentes no esporte desde o início do século passado??? Não era a economia mais potente, nem o país mais populoso. Creio que sejam predestinados.

Até mais!

Filipe Araújo disse...

ótimo post, amigo! sempre aprendemos algo quando passamos por aqui.

abrazo!

http://gambetas.blogspot.com

Vinicius Grissi disse...

Muito curiosa esta "pataquada" do COI. É cada uma que me aparece hein?!