Histórias do Boxe I

14:10 Net Esportes 12 Comments

Nas casas de apostas a vantagem era de 12 pra 1, ninguém arriscaría outro palpite a não ser Mike Tyson no duelo programado para 11 de Fevereiro de 1990, em Tóquio, Japão, mas o que ninguém podería imaginar na época era o triunfo do desconhecido e inexpressivo lutador de segunda linha chamado James 'Buster' Douglas.

Acostumado a nocautes rápidos e fulminantes, Tyson foi pra cima do oponente logo no inicio da luta, mas Buster Douglas não caiu, seguiu firme e foi levando o campeão ao cansaço e irritação, Tyson acabou caindo pela primeira vez em sua carreira profissional, e sofreu um nocaute que jamais imaginou no 10º assalto do combate.

O desacreditado Douglas alcançou um feito histórico e inesquecível em sua vida, com um cruzado de esquerda e um direto de direita ele derrubou aquele que já era visto como um grande fenômeno dos ringues, levou Mike Tyson à lona e tirou dele seus títulos Mundiais, mudou o destino de sua vida em um duelo onde não faltaram muitas polêmicas e dúvidas.

Isso porque uma das maiores zebras já vistas em toda a história podería ter sido armada por Don King para quebrar a banca, alguns ainda dizem que Tyson estava sob efeitos de remédio fortes ou se recuperando de uma pneumonia, mas a verdade é que dali em diante ele jamais foi o mesmo, acabou preso por uma acusação de estupro, na volta aos ringues nunca mais foi o mesmo e terminou a carreira de forma melancólica em 2005. (Foto: Arquivo)

12 comentários:

Michell Niero disse...

Acompanhei todas as glórias e percalços (mais percalços) de Tyson durante os anos 90. Eu era moleque ainda, acha boxe um esporte sensacional. Ficava contando no relógio o fim do Supercine pra assistir as lutas, nem sempre boas.

Hoje, mais velho e com uma bagagem mais sólida, percebo quanto o boxe é um negócio dos mais sujos. Não acompanho e nunca mais acompanharei.

Cintia Pereira disse...

Sinto saudades dos tempos em que ficava acordada até a madrugada para assistir às lutas de Tyson, mesmo sabendo que algumas eram pura armação.

Bruninhoo Lemon' disse...

eu e meu pai somos viciados em boxe \o/

sempre quando tá passando a gente não perde uma ...

legal o blog cara!

--------------------------------------
www.bruninhoolemon.blogspot.com

eu assisti essa luta, para fazer companhia para meu pai que era fã do Tyson e não perdia uma luta.
Pra falar a verdade eu também gostava de assistir as lutas do Tyson, fiquei muito triste quando a vida dele tomou um rumo ruim.

Terminou a carreira com uma péssima imagem ... lembra qdo ele veio pro Brasil da última vez? Foi preso dentro do Bahamas q é uma boate de prostituição, se envolveu com drogas ... como pode??

Dani disse...

É...
Na vida não podemos sempre ganhar e se todo mundo que perdeu um dia na vida se revoltasse desse jeito o mundo estaria um caos ainda maior...
Boa semana!

Miss K disse...

mano eu tenho medo dessas caras do boxe...
ahh q dó do Tayson!
o cara acabou com os sonhos dele
moh triste isso tah!
sasauhsauhsauhsa

abraços!

Puxa Mike Tyson era mesmo o rei dos ringues, isso foi incrivel eu acho que foi um golpe onde até o Tyson saiu ganhando dinheiro..

esses tempos eu estava vendo fotos da antiga mansão do Mike abandonada, uma casa muito luxuosa e gigante que hoje está em ruinas.

abraços

Arthur Virgílio disse...

Muito polêmico é verdade, mas vencer a fera nunca foi fácil.

Vinicius Grissi disse...

Não conhecia esta história. De fato, sensacional. Parabéns mais uma vez!

Alexandre disse...

Agora sim vou comentar direito... hahahahha... cara, foi mal msm, é q abri 2 janelas juntas...o outro é pro blog "Saco de Filo" do Marcelo

Assim que comecei a me interessar por boxe ouvi falar sobre essa luta. Lembro que chegava a perguntar pro meu pai se o Tyson alguma vez já havia perdido e ele sempre respondia com o tal do Douglas... são aaueles momentos do esporte no qual vc não acredita que perdeu...rs
Aliás, desde 2005 com o "The Contender" que parei de acompanhar boxe. Acho q essa geração anda meio fraca...
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Edu França disse...

Rapaz eu faço boxe, que artigo bem escrito... adorei