Histórias do Futebol I

11:58 Net Esportes 13 Comments

Contando com craques como Franz Beckenbauer e Gerd Müller, a Alemanha conquistou em casa seu segundo título mundial de futebol, mas a Copa do Mundo de 1974 ficou marcada mesmo pela brilhante e surpreendente participação da Holanda, os então vice-campeões mostraram um futebol muito diferenciado e ficaram conhecidos como o “Carrossel Holandês”.

Jogadores sem posições fixas, todos atacavam e defendiam, o já consagrado craque Johan Cruijff liderava a equipe que não tomava conhecimentos dos adversários, o time do técnico Rinus Michels aplicava em campo um futebol onde o gol era a própria razão de ser do jogo. O trabalho harminioso, coletivo e sempre eficaz despachou até o Brasil, mas acabou perdendo justamente no momento mais importante.

Era 7 de Julho de 1974 e a "Laranja Mecânica" nunca se esquecerá do dia que quase ganhou uma Copa do Mundo, mesmo com o adversário sendo favorito a Holanda já havia provado tudo que era capaz de fazer, mas não fez, perdeu de virada por 2 a 1, antes da final só havia sofrido um gol e marcado 14, as lágrimas eram de decepcção, mas também de orgulho pela excelente dedicação que tiveram.

Em 1978 já sem Cruyff e Michels, o time holandês chegou novamente na final, mas acabou perdendo para a Argentina por 3 a 1. O “Carrossel Holandês” perdeu em 1974 a grande chance de vencer uma Copa do Mundo, mas não perdeu a essência de seu jogo que encantou o Mundo e revolucionou o futebol na época, e que sem dúvidas ficará eternamente marcado na história. (Foto: Arquivo)

13 comentários:

Leandro disse...

E a Holanda é uma das seleções que gosto e sempre torço para fazerem uma ótima competição (se o Brasil estiver na disputa...) ou para ser campeã (se o Brasil não estiver na disputa...).
E Johan Cruijff foi um dos maiores craques da história do Futebol e assim como Zico, são espetaculares mesmo sem ter conquistado uma Copa do Mundo. Como diz Fernando Calazans, Cruijff nunca ganhou uma Copa? Azar da Copa do Mundo.

essas cararas jogaram muito mesmo.

só tinha craque nessa seleção. que seleção da holanda é essa.
muito bons jogadores

Alexandre Silva disse...

Nem precisa de orkut pra eu vir aqui, mas já q tava lá...rsrsrs

A Holanda é uma das grandes injustiçadas na história das copas. Já teve ótimas gerações como a de Kluivert e Bergkamp recentemente, mas sempre falta aquela coisinha a mais. Essa seleção aí era genial, talvez até melhor q a de 82 do Brasil, e por uma zebra não ficou com o título. Ainda acredito em uma conquista Holandesa em breve... e tomara que isso aconteça
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com/

Michell Niero disse...

Considero a Holanda uma das principais escolas de futebol no mundo. Ela mantém, até hoje, a sombra do carrosel holandês, cuja técnica refinada - e a inteligência - dos jogadores são mais importantes que o esquema tático.

Tђαммy disse...

Hum...Que tristeza!
Para os torcedores deve ter sido lastimável, mas pra quem ve de fora é até emocionante
;)

Abraços

Anderson Cruz disse...

Muito bom seu blog cara.
e o legal é que não fica "agarrado" só em futebol.
Abraço.

Danilo Damasceno disse...

Recordar é viver, e tenho certeza que como você mesmo disse essa historia irá ficar marcada. Grande materia.Abração

Pitacos do Bodaum

http://pitacosdobodaum.blogspot.com

pitacosdobodaum@hotmail.com

Prenúncios do Amaral o quadro que vai dar o que falar, visite o blog e pitaque.Aguardo você!

Breiller disse...

A força do futebol alemão nunca foi de se desprezar. Além de Müller e Beckenbauer, já consagrado na Copa de 70, a Alemanha contava ainda com Maier e Breitner, também importantíssimos na conquista do bi.

Como havia conseguido em 54, ao derrubar a Hungria no famoso "Milagre de Berna", a Alemanha mostrou, 20 anos depois, que o futebol força pode, sim, superar o futebol técnico, o futebol arte.

Belo post! Histórias do esporte do futebol são sempre bem-vindas.

Vinicius Grissi disse...

A grande Laranja Mecânica. Ver este time jogar é uma verdadeira aula para quem aprecia futebol.

Leandrus disse...

Uma pena que não ganharam o título. Uma pena mesmo. São derrotas como essa que fazem outros priorizarem o jogo feio mais efetivo ao invés do futebol bem jogado. Por isso eu fiquei bem irritado quando a Holanda foi eliminada na Eurocopa deste ano. Um time que teve atuações brilhantes contra Itália e França não merecia ser eliminado tão cedo.

•Natalinha• disse...

eles jogam muito e jogam pra valer,não como essas bonecas brazucas que tão se fudendo pra seleção,querem mais é encher a bunda de dinheiro

André Augusto disse...

Injustiçados do futebol:
Hungria de 545, Holanda de 74 e Brasil de 82.

Cruyff foi craque dentro e fora do campo.