Histórias do Beisebol II

10:43 Net Esportes 10 Comments

Para o Boston Red Sox os longos e intermináveis 86 anos sem título foram terríveis, mas uma outra equipe da MLB amarga um período ainda maior de jejum. Completando exatos 100 anos sem ser campeão na World Series, o Chicago Cubs venceu o campeonato norte-americano de beisebol em 1907 e 1908, e nunca mais conseguiu repetir o feito.

Assim, inevitavelmente a seca da equipe foi associada à uma maldição, muito comum no beisebol dos EUA, o motivo do Cubs nunca mais ser campeão é porque sofre com a 'Maldição da Cabrita', ou a 'Maldição de Billy Goat', então torcedor do time que no ano de 1945 tentou entrar no estádio Wrigley Field acompanhado de sua cabra, inclusive munido de ingressos para ele e para seu precioso animal de estimação.

O jogo era válido pela World Series, disputa final dos playoffs que vale o título, o estádio estava lotado e muitos começaram a reclamar do mal cheiro que a pobre cabrita tinha, Goat foi então convidado a se retirar, ou literalmente expulso do jogo, e na saída tratou de amaldiçoar a equipe, dizendo que perderíam aquela World Series e jamais chegariam novamente em outra decisão.

A praga acabou dando certo, o Cubs perdeu e nunca mais conseguiu decidir um título desde então, várias tentativas de acabar com a maldição foram feitas, mas nenhuma surtiu algum efeito, desde 2003 por exemplo eles vem sendo varridos na primeira rodada dos playoffs, em 2007 foram campeões da sua Divisão, mas acabaram varridos pelo Arizona no dia 6 de Outubro, mesma data da cabra no estádio em 1945.

Muitos jogadores que deixaram a equipe conseguiram ser campeões na World Series, porém alguns outros acabaram levando a maldição para as equipes que foram transferidos, no cinema o filme 'De Volta Para o Futuro II" relata no ano de 2015 o Cubs ganhando o campeonato em cima do Miami, porém o Florida Marlins pertence a mesma Liga Nacional do Cubs, e uma decisão entre os dois é impossível de ocorrer. O único jeito é aceitar cabras e bodes no estádio, mas segundo o neto de Goat, tem que ser feito de coração, e não pela publicidade, aí sim a maldição sería finalmente quebrada. (Foto: Arquivo)

10 comentários:

Que bizarro, hein?

Do jeito que esse pessoal acredita nessas coisas até os jogadores acabam ficando marcados, hihihihi...

Mas o cara que 'amaldiçoou' também teve um coração muito duro, né?
Não precisava ter feito isso.

hihi... postagem curiosa!

Bjoks!

http://garotapendurada.blogspot.com/

Explod disse...

tomara que não sirva de exemplo pra ninguem, se não vai ter torcedor do levando cabra,bóde,elefane ^^

http://mestre-dos-downloads.blogspot.com/

Putz ... q sina heim?

Passa lá no blog 30 e poucos anos que tem selos para os amigos comentarístas

Daniel Leite disse...

Um contraste com o basquete. Tanto Boston quanto Chicago produziram verdadeiras academias da bola laranja. Bird e Jordan alavancaram a história de Celtics e Bulls.

Até mais!

Alexandre Silva disse...

Impressionante como esses troços existem no baseball...
Se existem no baseball tb existem no futebol. Cada dia mais minha suspeita q tem uma cabeça de burro ou um sapo enterrado na sede do Galo aumenta, kkkkkkkkkk
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Fabio Bustamante disse...

achei a história bem curiosa. No esporte, os clubes temem as maldições, são sempre supersticiosos. Vale tudo pra continuar vencendo!

www.futebolediscussoes.blogspot.com

Vinicius Grissi disse...

História fantástica. E a Maldição da Cabra, pelo jeito, pegou mesmo.

Vanessa disse...

Que história bizarra!!! Quanto mais crédito se dá a essa maldição, mais ela dura...rsrsrs
É que nem aquela história de que eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem... rsrsrs

Bjo!!

Fritz disse...

Nada se compara a Maldição do Bambino. Meu sox é inigualável :D

Net Esportes disse...

ATENÇÃO: A maldição terminou no dia 2 de novembro de 2016. Foram 108 anos de jejum para o Chicago Cubs.