Histórias do Tênis IV

10:43 Net Esportes 3 Comments

No começo do século passado a Oceania se unia, Austrália, Nova Zelândia e boa parte daquelas ilhas todas se juntavam e formavam a Austrolásia, assim não tinha pra ninguém na Copa Davis de tênis, venceram de 1907 a 1909 além de 1911, 1914 e 1919, muitas das conquistas com plena ajuda Norman Brookes e Anthony Wilding, sendo que o último apesar de ser neozelandês tinha origens britânicas.

O sucesso na Davis não era à toa, pois a dedicação ao esporte já vinha desde 1905, quando foi disputada a primeira edição do Aberto da Austrália, Wilding venceu em 1906 e repetiu o feito em 1909, sendo que até o ano seguinte o único 'intruso' em uma final foi o norte-americano Fred Alexander, campeão em 1908, seja por isso ou não, Wilding que aprendeu a jogar tênis na Universidade Cambridge, na Inglaterra, partiu para a disputa do Grand Slam do Reino Unido.

Wimbledon só via campeões ingleses desde seu surgimento em 1877, até que em 1907 o australiano Norman Brookes conseguiu quebrar essa hegemônia, e talvez tenha sido a grande inspiração de Anthony Wilding, que conseguiu vencer quatro vezes seguidas entre 1910 e 1913, mas em 1914 acabou encontrando justamente Brookes na final, perdeu por 3 sets a 0 e não pôde mais retornar para uma possível revanche, já que o torneio seria interrompido devido à Primeira Guerra Mundial.

Pior do que não poder voltar à sagrada grama inglesa para ganhar mais títulos, foi ter que servir o seu país na Guerra, e mais do que isso foi ter um final trágico ao morrer em ação no dia 9 de maio de 1915, durante a Batalha de Aubers Ridge em Neuve-Chapelle, França. Anthony Wilding fez história para a Nova Zelândia, para a Austrtália e na terra de sua família, a Inglaterra, mas acabou morrendo de forma triste na França, fato lamentável mas que não apagou e que jamais apagará os seus grandes feitos no esporte. (Foto: Arquivo)

3 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Olha o naipe desta roupinha...Não dá pra mim não!

Ron Groo disse...

Gosto muito de tenis. Acho um esporte fascinante pelo uso que faz do preparo fisico.
Goste de ver pela tv e vou gostar ainda mais quando conseguir enxergar a bolinha...

Lucas Martins disse...

Bela matéria sobre Tênis, esporte que muitos odeiam outros amam, os que odeiam, acho que odeiam por não entender o jogo, mas é um esporte apaixonante concerteza.

Parabéns pelo Blog, muito bom.