Insistência e recompensa

08:14 Net Esportes 5 Comments

Faltava pontaria, mais qualidade na finalização e ultrapassar uma barreira humana chamada Júlio César, o Equador foi pra cima, acreditou desde o inicio em seu supersticioso estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, mas não conseguia alcançar seu principal objetivo, que era fazer o gol, balançar as redes em busca da vitória, até que o pior aconteceu.

O Brasil se segurava na defesa, dava sorte muitas vezes, alguns sentiam falta de Kaká que pode pintar no próximo jogo das eliminatórias sul-americanas, outros já pediam pelo jovem Pato, para entrar e quem sabe resolver a partida, mas como um Júlio já estava muito bem, Dunga optou por outro, o Baptista, que entrou e fez o que o Equador não conseguia, abrir o placar.

Os 39.636 torcedores, além daquela grande quantidade dentro do campo, atrás das placas, seria ali uma espécie de camarote? se calaram, mas para a alegria de todos o Equador não desistiu, continuou com sua insistência que vinha desde o começo da partida, até que aos 44min do segundo tempo alcançou sua recompensa, marcou o gol, e se não volta a fazer o que fez durante todo o jogo, poderia até ter feito mais um.

O Brasil levou sufoco mais uma vez e agora está sufocado na tabela, em quarto lugar com 18 pontos, cinco a menos que o líder Paraguai, o próximo jogo porém é em casa contra o Peru, último colocado, teoricamente uma partida para vencer com facilidade. Já o Equador está em sétimo com 13 pontos, insistiu pelo gol e o fez, mas deveria ter insistido pela vitória, agora eles recebem o líder, que depois de perder do Uruguai deve ir com tudo pra cima deles. (Foto: Vanderlei Almeida/AFP)

5 comentários:

Daniel Leite disse...

Foi vergonhoso o baile que o Equador impôs à Seleção Brasileira. A batalha entre os setores centrais de cada equipe determinaram isso. Mas JC determinou que o Brasil não perderia. Só não sei de que maneira...

Até mais!

Vinicius Grissi disse...

O Brasil esteve muito mal. O Equador merecia e poderia ter goleado se não tivesse falhado tanto nas finalizações. Sorte nossa que a próxima rodada nos reserva o Peru.

Leandro disse...

O Equador só não venceu o Brasil por causa da incompetência do ataque e das grandes defesas de Júlio César.
Agora, o mínimo que a Seleção pode fazer é vencer o Peru... e de goleada.

Alexandre Silva disse...

É uma pena o Equador ñ ir a sua 3ª copa seguida, mas dps de ontem deu pra ver que eles não merecem mesmo. A geração Aguinaga já passou msm. Nunca vi um time tão ruim pra finalizar desse tanto, putz. Melhor mesmo deixar a vaga com os chilenos.
Já o BraZil... como não torço pra esse time, só devo mesmo reconhecer a grande atuação do Julio Cesar. Esse cara cata muito, grande fase. Carimbou seu passaporte pra África antecipadamente com certeza...
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Leandrus disse...

Acho que poucas vezes vi uma equipe que finalizava tão mal, se a imprensa equatoriana não falar disso eles estão de muita brincadeira!

E o Brasil jogou muito mal; vc disse que a equipe tomou sufoco mais uma vez, mas um jogo tomando sufoco durante 90 minutos eu não lembro mesmo, nem contra seleções grandes! E por mais que a altitude atrapalhe, não me pareceu que ela foi determinante para a má atuação do time. Faltou jogar mais bola mesmo.