Histórias da F-1 V

10:29 Net Esportes 2 Comments

Em 1953 as 500 milhas de Indianápolis faziam parte do calendário da Fórmula 1, mas somente pilotos norte-americanos participavam da disputa, assim ela não influenciava em nada a briga pelo título daquela ano, que teve um duelo particular entre Itália e Argentina, com um briga ponto a ponto entre o atual campeão, Alberto Ascari, e o campeão de 1951, Juan Manuel Fangio, que corria de Masserati em seu retorno às disputas.

Dizem que o título de 1952 foi muito fácil para Ascari porque ele não tinha adversário à altura de seu talento, mas com o retorno de Fangio ele conseguiu provar o quanto era bom à bordo de sua Ferrari, ratificando o bicampeonato conseguido com nada menos que cinco vitórias em oito corridas disputadas, em especial a primeira delas, na prova de abertura da temporada, justamente na casa do rival.

Era a primeira vez que a Fórmula 1 chegava no continente sul-americano, e ao contrário da prova dos EUA, vários pilotos que competiam nas provas europeias vieram para o GP da Argentina, a torcida tinha grandes expectativas já que haviam seis pilotos locais na disputa, mas não passaram do terceiro lugar, e Fangio, o principal de todos eles, teve problemas e abandonou a corrida, guardando sua carta na manga somente para o final.

Fangio terminou o campeonato em segundo com seis pontos e meio de desvantagem para Ascari, mas talvez tenha saído feliz na última corrida por ter dado uma espécie de troco no adversário, onde conseguiu a sua única vitória na temporada bem no GP da Itália, e vendo o campeão não completar a prova assim como ele não havia feito em suas terras, em um ano onde a Itália levou a melhor no total do duelo contra a Argentina, mas onde cada um conseguiu brilhar mais no país do outro. (Foto: Arquivo)

2 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Grande história!! É sempre bom reviver momentos marcantes como esse da Fórmula 1.

Abraço!

Leandro Montianele

Leandrus disse...

Não sei se o nível de fanatismo dos italianos pela Ferrari naquela época já era tão alto, mas o sonho dos "tifosi" é ver um piloto da casa vencendo a bordo de uma Ferrari. Em parte, deve ter sido uma decepção para eles.

Ateh!