Vivendo do mesmo mal

19:40 Net Esportes 3 Comments

Se não a melhor, talvez uma das melhores largadas de toda sua carreira na Fórmula 1, um erro de cálculo apontava o carro de Rubens Barrichello mais pesado do que o do seu companheiro Jenson Button, porém o brasileiro mesmo saindo na terceira posição, assumiu a ponta passando Vettel e o próprio Button logo na saída, tudo indicava que no GP da Espanha, o primeiro do ano na Europa, Rubinho finalmente teria sua primeira vitória pela Brawn GP, mas não foi o que ocorreu.

Na história está eternamente registrada e da memória é impossível ser apagado, Rubinho sofria na Ferrari com a preferência que seu companheiro Mchael Schumacher tinha, sendo no GP da Áustria de 2002 o pior dos fatos quando teve que entregar a vitória ao alemão, deste mal ele tem certeza que não viverá mais, pois este tipo de ordem das equipes foi banido na Fórmula 1, mas mesmo sem ser descaradamente, a Ferrari sempre manteve a preferência por Schumacher.

Ele andava mais rápido na pista, as trocas de pneus e reabastecimento eram mais rápidas que as de Rubinho e de maneira sutil ele voltava à frente do brasileiro se estivesse atrás, o drama durou até que Barrichello deixou a equipe italiana, sua carreira estava praticamente acabada mas a Honda ressurgiu de maneira impressionante e as chances de vitórias também, como neste domingo, porém mais uma vez acabou prejudicado pelas mirabolantes estratégias da equipe.

Ninguém quer acreditar que seja verdade e a própria equipe nega, Rubinho por sua vez ameaçou parar de correr e abandonar a Fórmula 1 caso suspeite um pouquinho apenas que seu companheiro Jenson Button esteja sendo favorecido pela equipe, algo que Ross Brawn não admite de jeito nenhum, porém está mais do que óbvio que isto já acontece, mesmo porque o inglês além de tudo vem andando muito rápido e com muita consistência, para ele o trabalho da equipe foi brilhante, e ele venceu pela quarta vez em cinco provas.

A diferença no campeonato entre Button e Barrichello, que acabou em segundo lugar, é agora de 14 pontos, faltam muitas provas ainda para que o público aceite ver a equipe priorizar o Button por ele ser o líder, já parece bem evidente que a Brawn GP não vai perder muito rendimento, sendo a Red Bull a única que pode superá-los, e Rubens Barrichello mostrou nesse final de semana que ainda pode lutar pelo título, que ainda é rápido, se não tanto no mínimo merecia ter conseguido a vitória no circuito da Catalunha, só pela excelente largada.
(Foto: Dani Cardona/Reuters)

3 comentários:

Bocha disse...

Tremendo!! como le da al chupi!

jaja...

Saludos.

ABRAN CANCHA
www.abran-cancha.blogspot.com

Vinicius Grissi disse...

Não basta ser mole. Tem que ser azarado. Vai Rubinho!

Silvio Peters disse...

Nego sacaneia o Rubinho... não é possível!