Mudanças e melhoras

13:54 Net Esportes 2 Comments

O desempenho sofrido do Brasil diante do Egito acabou tendo uma boa e velha desculpa que o futebol está muito acostumado a ouvir, o cansaço dos jogadores, que acabou fazendo com que o técnico Dunga desse sinais de que iria colocar um time reserva diante dos EUA, os titulares trataram de adotar o já tão conhecido discurso que ninguém tem vaga garantida na Seleção e que queriam muito jogar, a decisão viria de um teste sanguíneo, que talvez até tenha feito diferença, pois um time misto acabou entrando em campo.

Os poupados, já que a desculpa do cansaço impede que eles por ventura foram de fato barrados, foram Juan, Daniel Alves, Elano e Kleber, que saíram para dar lugar a Maicon, Ramires, André Santos e Miranda, o time acabou melhorando com as mudanças, ou isso ou o adversário vive uma fase pior do que a do Egito, mesmo porque sofreu uma dura derrota para a Itália na estreia, estava desfalcado e ficou mais ainda durante o jogo, não resistiu e viu uma vitória fácil e tranquila do Brasil por 3 a 0.

A classificação para a semifinal não foi totalmente definida, já que a Itália acabou sendo surpreendida pelo Egito e perdeu de 1 a 0, fazendo então com que o jogo que definiria apenas o primeiro e segundo no grupo, seja uma batalha, pois os farós campeões africanos agora sonham com uma vaga, tendo que golear os EUA e torcer para o Brasil frente a Azurra, que jogará pelo empate mas se perder por muitos gols estará fora, dúvidas que serão respondidas apenas no domingo, assim como as dúvidas sobre quem entrará em campo.

E se no grupo do Brasil a briga pela classificação ficou definida, o mesmo quase acontece no outro grupo, a Espanha já está lá depois de uma vitória apertada contra o Iraque por 1 a 0, a 14ª vitória seguida da Fúria que segue firme, o Iraque acabou vendo a África do Sul vencer a Nova Zelândia por 2 a 0 mas segue sonhando como o Egito, eles terão que golear seu próximo adversário e torcer para que os espnhóis não tenham tanta resistência contra os anfitriões como tiveram contra eles, fazendo a última rodada de classificação da Copa das Confederações tenha tudo para ser eletrizante. (Foto: Gianluigi Guercia/AFP)

2 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Acredito que essas mudanças não influenciaram no desempenho do time. A única peça que fez diferença, ao meu ver, foi o meia Ramirez. O adversário não mostrou nenhuma resistencia.

Abraços!

Leandro Montianele

Vinicius Grissi disse...

Apesar da ótima atuação do reserva, eu duvido por exemplo, que Ramires e André Santos virarão titulares depois desta exibição. Não é o perfil de Dunga.