Perder é muito doloroso

13:50 Net Esportes 4 Comments

Se fosse sua vontade ser consolada, não ia faltar candidatos em várias partes do mundo, perder é muito doloroso e não poder lutar pela vitória deixa a situação ainda mais triste, o drama começa durante o atendimento médico, logo as lágrimas já escorrem pelo seu lindo rosto, Ana Ivanovic sente dores na coxa, tenta iniciar o segundo set mas não consegue, é obrigada a abandonar o torneio de Wimbedon, um momento em que pra ela só resta chorar.

Um dia de tristeza para a sérvia que já foi número um do mundo, por isso ou não o tempo fechou no All England Club e a tradicional chuva de Londres caiu pela primeira vez, mas para grande alegria do público presente na quadra central os jogos não foram interrompidos, exceto por oito minutos, tempo suficiente para que o novo teto retrátil seja fechado, todos ficam felizes e continuam vendo Dinara Safina contra Amelie Mauresmo, mas um delas não ficará feliz até o final da partida.

Um tem que sorrir e o outro lamentar, Caroline Wozniacki não chora como Ivanovic mas deve ter ficado tão decepcionada quanto, a dor da derrota se contrapõe à alegria da vitória, a festa é da alemã Sabine Lisicki, da bielorrussa Victoria Azarenka, da russa Elena Dementieva e da norte-americana Serena Williams, que sorriu muito assim como sua irmã Venus, atual campeã, que junto com as dores na coxa foi a responsável pelo choro comovente de Ana Ivanovic.

Ana vai embora pra casa mais cedo e Venus segue sua luta em busca de nada menos que o seu sexto título nas gramas sagradas de Wimbledon, sendo que esse sexto título inglês também é a meta do suiço Roger Federer, que já está nas quartas-de-final após superar o adversário da final de Roland Garros, Robin Soderling, e que não deve chorar caso seja derrotado, mas com certeza também não quer nem pensar na mínima possibilidade de não triunfar e alcançar o recorde de ter mais títulos de Grand Slam em toda a história. (Foto: Adrian Dennis/AFP)

4 comentários:

Alexandre Silva disse...

Como diria uma lenda do tênis, o americano Jimmy Connors: "Detesto perder mais do que adoro ganhar. Detesto ver a cara de felicidade das pessoas quando elas me derrotam".
Pra Ana, perder sem nem mesmo ter jogado toda a partida deve ser ainda mais complicado...

Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Impressionante como vc consegue dar um toque poético numa matéria de tênis cara, rsrsrs... muito bom!

Vinicius Grissi disse...

Realmente, perder desta forma é doloroso demais. Quando você quer e sabe que tem condições, mas seu corpo não consegue seguir a cabeça.

Ron Groo disse...

É doloroso sim, mas é do jogo.
Só não é do jogo um rosto triste daquele. Corta o coração e nos faz torcer para que ela não perca mais, que é para ver como é o sorriso...

Net Esportes disse...

@Alexandre obrigado pelo elogio cara, valeu !! um abraço