Histórias do Turfe V

15:17 Net Esportes 2 Comments

Alguns o consideravam como um cavalo psicótico, propenso a aventuras selvagens ao redor das pistas de corridas, talvez um cavalo com problemas que poderia se tornar um perigo para si próprio e todos aqueles que estavam ao seu redor, Whirlaway não era dos mais promissores, venceu 25 de 42 corridas e só mesmo o paciente treinador Ben Jones para acreditar nele, e mais do que isso transformá-lo em um grande vencedor.

Jones o estudou e descobriu seu problema, o cavalo tinha uma dificuldade que o fazia desviar do percurso correto durante as provas, ele encontrou a solução e a colocou em prática durante o Kentucky Derby de 1941, nada menos que a prova mais importante do turfe em todo o mundo, o resultado surpreendeu a todos, Whirlaway venceu diante de uma multidão que lotou o Churchill Downs, mesmo em uma época em que a Segunda Guerra Mundial assolava o mundo.

Alguns dizem que aquele foi o ano mais importante do esporte na história, as pessoas ignoravam a tragédia da guerra e buscavam alívio nas páginas esportvas dos jornais, em meio a notas de beisebol e boxe, viam o brilhantismo de um cavalo de corridas que foi quase esquecido, Whirlaway reapareceu para vencer o
Preakness Stakes e em seguida faturou também o Belmont Stakes, se tornando assim o quinto vencedor da tríplice coroa em todos os tempos.

Inevitavelmente Whirlaway foi eleito como o melhor cavalo do ano de 1941, se não bastasse ainda venceu outras quatro corridas no ano seguinte e garantiu o prêmio mais uma vez, foi também o pioneiro em ganhar um grande quantidade de dinheiro por seus feitos e conseguiu trazer um pouco de alegria para o povo em uma época difícil, entrou para o Hall da Fama em 1959 e foi eleito como o 26º melhor cavalo de corridas da história. (Foto: Arquivo Belmot Stakes)

2 comentários:

Thiago Madureira disse...

Que história bela.

Vinicius Grissi disse...

Quando vi a foto, com um tanto de flor em cima do cavalo achei que era o velório dele...hehehe

Bela história, realmente.