Sob os olhos de Sampras

12:24 Net Esportes 3 Comments

Olhando para as tribunas da quadra central do All England Club podia se ver nomes como Boris Becker, Rod Laver, Bjorn Borg, o comentarista de TV John Mcenroe e também um cara com um terno cinza, uma gravata azul e um estiloso óculos escuros, era o lendário Pete Sampras, que se tornou o primeiro tenista na história a atingir a marca de 14 títulos de Grand Slam, mas que acabou sendo recentemente igualado por Roger Federer, e que também foi obrigado a ver neste domingo bem de perto o suiço superá-lo neste feito histórico.

O mais improvável Federer já havia feito este ano, venceu no saibro de Roland Garros pela primeira vez na carreira, fechou o Grand Slam e foi com muito mais vontade para o Torneio de Wimbledon. Rafael Nadal sentiu uma lesão, desistiu, e sem o espanhol que o derrotou em pelo menos cinco finais dos maiores torneios de tênis do mundo que fizeram, viu o favoritismo para levar seu sexto título em sete anos acabar sendo inevitável, e aumentar ainda mais quando diante dele na decisão estava um de seus maiores 'fregueses' do circuito.

O novo teto retrátil foi inaugurado mas a chuva passou longe, Nadal não estava presente e o rival Andy Roddick já havia sido superado por Federer 18 vezes em 20 jogos, tudo caminhava para mais um 'passeio' em quadra do suiço como vinha acontecendo em cada partida deste ano, mas o bom e velho 'freguês' resolveu engrossar, jogou de igual pra igual contra o mais novo número um do mundo, levou o jogo para o quinto e decisivo set, que não tem tie-break, e que acabou em nada menos que 16 a 14, depois de 4h36min de uma grande partida de tênis.

Assim como todos os presente, Pete Sampras se levanta e aplaude de pé, da um sorriso amarelo por seu compatriota não ter adiado o sonho de Federer mas no fundo deve estar contente e admirando esse jogador fenomenal que é Roger Federer, um jogador que aniquila os adversários e ganha quase tudo, um jogador que viu surgir um oponente a altura como Rafael Nadal, que se tornou uma verdadeira 'pedra em seu sapato', mas que conseguiu um feito extraordinário em sua carreira, se tornando o maior vencedor de Grand Slam de todos tempos, uma coleção de quinze taças que certamente tem tudo para aumentar ainda mais nos próximos anos. (Foto: Clive Brunskill/Getty Images)

3 comentários:

Silvio Peters disse...

Que jogaço! Às vezes o jogo de tênis tinha que trminar empatado! Qualquer um ali merecia vencer!

Vinicius Grissi disse...

O melhor tenista de todos os tempos. E que usa a técnica, não a força física como o concorrente Nadal. É um baita tenista e o jogo foi sensacional.

Leandro disse...

Foi uma blea conquista, principalmente o último set que entrou pra história!
Agora só falta o Federer virar o placar no confronto direto com Nadal para ser o maior de todos os tempos indiscutivelemente.
Abraço