A força da Force India

10:57 Net Esportes 6 Comments

A motivo que todos gostariam de ouvir como uma das explicações é a famosa história do acerto ideal do carro, menos arrasto para as longas e intermináveis retas do circuito de Spa Francorchamps, na Bégica, e um acerto na pressão aerodinâmica extremamente ideal para a sequência mirabolante de curvas, assim a equipe Force India surpreendeu e só faltou talvez um motor melhor para conseguir superar a Ferrari, mas fazer a pole e terminar em segundo já foi mais do que excelente para a equipe que jamais havia marcado pontos na categoria.
F1 Grand Prix of Belgium - Qualifying

Equanto o homem de gelo Kimi Raikkonen se esbalda no champgne e se sente um pouco mais aliviado por vencer depois de 1 ano, 4 meses e 3 dias, o italiano Giancarlo Fisichella vibra, comemora e até canta o hino italiano que homenageou a Ferrari, equipe pela qual já sonhou dirigir em algum dia de sua carreira, mas que jamais imaginou que a pressionaria em uma corrida pilotando uma Force India milagrosamente tão bem acertada para a pista, sem dúvida sua experiência como piloto também ajudou muito pois seu companheiro Adrian Sutil terminou apenas na 11ª posição.

No alto do pódio um finlândes frio que venceu na Bélgica pela quarta vez na carreira, do outro lado um italiano que surpreendeu muito e poderia até ter vencido segundo ele mesmo, e no ponto mais baixo um alemão que na briga pelo título foi o que se deu melhor, Sebastian Vettel foi o que mais marcou pontos entre os quatro primeiros e ocupa agora o terceiro lugar no geral, já Rubens Barrichello viveu mais um drama na pista, não largou e quase parou no final com problemas no motor, o sétimo lugar foi lucro, principalmente porque Jenson Button não completou.

Poderia ser pior mas Rubinho andou bem em Spa, para sorte dele Webber ficou um pouco mais para trás, mas para Jenson Button o drama aumenta a cada corrida, ele bateu em uma confusão após a largada e pela primeira vez no ano ficou fora da zona de pontuação. Restando cinco provas para o final da temporada, o piloto que venceu seis das sete primeiras provas do ano começa a ficar extremamente preocupado, a vantagem de 16 para o companheiro e um pouco mais para os perseguidores da Red Bull ainda é relativamente boa, mas o risco de perder o título existe, e uma ajuda dos que jamais foram bons esse ano, como a Force India, será mais do que bem vinda. (Foto: Mark Thompson/Getty Images via PICAPP)

6 comentários:

Jessica Corais disse...

Foi sem dúvida, muito legal a pole e o segundo lugar de Fisichella.

Realmente emocionante ve-lo no podio cantando o hino italiano, enquanto o kimi com aquele gelo de costume, nem deu um sorriso.

Gostei muito do blog, parabéns !!!

Abraços, Jessica Corais

André Augusto disse...

Realmente, a F1 este ano está uma caixinha de surpresas. Ótimo fds do Fisichella. O Rubinho zicou, mas teve braço pra levar o carro no final e ainda está vivo na luta pelo título.

Filhas da PUC disse...

Já que tu falou nele, fica a dica: Kimi Raikkonen é o 4º "atleta" mais bem pago no mundo desse ano. (US$ 45 milhões).

Ei, tu faz jornalismo?
beijocas,

Filhas da PUC
www.filhasdapuc.com

Ron Groo disse...

Foi bonito e emocionante, fruto de um trabalho sério e bem feito.

Vinicius Grissi disse...

De fato, Fisichella e a Force India foram os desaques do fim-de-semana na F1. Mandou muito bem!

Alexandre Silva disse...

A F1 esse ano apesar de mta gente falar mal, tá sendo ótimo justamente por isso. Nunca se sabe qdo um carro da Force India vai chegar lá na frente... rsrs
Me lembro da época em q as corridas eram completamente previsíveis e vc já apontava quem ia ganhar e quem ia completar o pódio...