As Olimpíadas no Brasil

13:59 Net Esportes 3 Comments

Se a Copa do Mundo de 2014 será no Brasil, as Olimpíadas de 2016 também serão, o país que já viu em 1950 os melhores jogadores de futebol do mundo jogando em seus estádios, finalmente verá pela primeira na história os maiores atletas de diversas modalidades esportivas buscando as medalhas de ouro em suas instalações que todos esperam, sejam construídas a tempo, a América do Sul que tanto sofre em seu dia a dia por falta de recursos financeiros como muito tem os países de primeiro mundo, terá enfim a honra de sediar o maior evento esportivo do planeta, Rio de Janeiro superou Madrid na reta final, por uma larga margem de votos.
IOC 2016 Olympic Venue Announcement - Day Two
O esforço brasileiro que há a tanto tempo já esboçava esse desejo finalmente se fez valer em praticamente dois anos de trabalho, além do presidente Lula muitas outras autoridades estiveram envolvidas no projeto como vários atletas e ex-atletas, caso do maior jogador de futebol de todos os tempos Pelé, mas do outro lado a principal favorita Chicago tinha Barack Obama, cidadão da cidade canditada e responsável por influenciar quase tudo desde que foi eleito presidente dos EUA, porém não desta vez, a cidade norte-americana foi a primeira que deixou a disputa, para surpresa de todos e alívio do Rio de Janeiro que os viam como maior rival.

A diferença foi sem dúvida a apoio popular local de cada cidade, Chicago chegava a ter até protestos contra a realização dos Jogos por lá, enquanto que Tóquio mesmo extremamente preparada não contava com quase nenhum de seus cidadãos a favor, restou apenas Madrid, a cidade espanhola com quase metade de suas instalações prontas, com apoio de seus moradores e com tanta vontade quanto o Rio de Janeiro, mas com as Olimpíadas de 2012 acontecendo em Londres, tão próxima à Espanha, a derrota acabou sendo inevitável, e a festa brasileira explodiu como se não houvesse mais nada com que se preocupar.

O Rio de Janeiro parou, ninguém foi trabalhar e ninguém foi estudar, a praia de Copacabana ficou lotada e a hora era de apenas comemorar emocionado com o sem dúvida belíssimo vídeo de candidatura que horas antes fora apresentado, Lula faz discurso contra os críticos enquanto Pelé chora e Nuzman se orgulha de si próprio, o trabalho para conseguir ser a sede foi excelente, se não fosse não teria ganhado, mas um outro trabalho tem que começar desde já, o trabalho para se conseguir fazer uma Olimpíada que seja digna dos primórdios estabelecidos pelo Barão de Coubertin, tudo em nome do esporte, onde esperamos que não haja corrupção, mesmo sem acreditar que isso possa mesmo ser possível. (Foto: John Gichigi/Getty Images via PicApp)

3 comentários:

Alexandre Silva disse...

Só lamento meu caro! Hj tem festa regada a champagne bancada pelo Catu e pelo Lulinha...
Pra saber o que vai ser essa olimpíada, é só assistir o "Brasil Olímpico - Uma candidatura passada a limpo" produzida pelos canais ESPN!

Lamentável

Parece que o COI fez o programado, como tinha falado aqui no Publicidade Esportiva. Mais o que surpreendeu foi Chicago ter saído logo de cara. Nem mesmo a presença de Obama e sua força política, e a forte economia americana influenciou os jurados do COI. Eu acreditava que só Chicago tinha chance de superar o Rio, isso porque o COI tinha uma preferência e foi confirmado isso por uma cidade do continente americano.

É que os integrantes do COI não queriam uma cidade do continente Asiático porque Pequim tinha sediado recentemente e o COI não costuma repetir a cidade do mesmo continente, no caso Londres vai sediar em 2012. Por isso que Madrid e Tóquio não estavam cotadas como favoritas e sim o Rio de Janeiro e Chicago.

Agora é desejar toda sorte do mundo ao Rio de Janeiro, e tomara que o espírito olímpico venha tomar conta dos governantes e empresários para que não tenhamos tanta maracutaia. Porque no fundo é muito legal que as Olimpíadas sejam aqui!

Pedro disse...

Tão importante quanto uma Olimpíada sem corrupção é contar com a formação de atletas para fazermos bonito na competição e dar início desde já ao sempre prometido "legado esportivo".

O SESI-SP criou uma área de Esporte de Formação e Rendimento com a proposta de resgatar os valores intrínsecos do esporte para os 120 mil alunos da rede de ensino da instituição e revelar novos talentos para competições esportivas, nacionais e internacionais.

“O objetivo da entidade é utilizar o esporte como ferramenta pedagógica para seus alunos, que vivenciam exemplos de superação, individual e coletiva, valores presentes na vida como um todo. Outra meta é democratizar o acesso a diferentes modalidades esportivas, criando a cultura da formação de atletas de alta performance”, destacou o Presidente do SESI-SP, Paulo Skaf.

Quanto mais iniciativas como essa do SESI-SP, melhor. No Rio, clubes como o Flamengo, Fluminense e outros também estão se reunindo com a prefeitura para montar projetos de formação de atletas para as Olimpíadas Rio 2016. Seria legal se isso acontecesse no Brasil todo.