O ciclismo de pista

09:25 Net Esportes 1 Comments

Biclietas de última geração, velocidades absurdamente impressionantes e os tombos inevitáveis que podem causar um enorme drama muitas das vezes que acontecem, esse é o ciclismo de pista, uma difusão do esporte de duas rodas que encantam milhões de apaixonados pela bicicleta em todo o mundo, sendo que boa parte deles voltou suas atenções nos últimos três dias para a cidade de Melbourne, na Austrália, onde aconteceu mais uma etapa da UCI Track World Cup, com todas as suas modalidades específicas e todos os consagrados vencedores de cada uma.
2009 UCI Track World Cup - Day 3
Entre uma das provas está a perseguição por equipes, onde duas equipes de quatro ciclistas cada larga em pontos opostos da pista, o objetivo é fazer 4 Km no menor tempo ou alcançar os adversários com pelo menos quatro competidores, a vitória na Austrália foi dos anfitriões, que tinham Rohan Dennis, Luke Durbridge, Michael Hepburn e Cameron Meyer, sendo que não pararam por aí pois faturaram também a prova de Velocidade Olímpica, porém contanto com a força e destreza de Daniel Ellis, Shane Perkins e Scott Sunderland.

E se a perseguição por equipes é muito interessante a individual é mais ainda, as regras são as mesmas lembrando que o corredor é considerado alcançado no momento em que o pedal da bicicleta do seu adversário alcança o seu próprio pedal, melhor para o neozelandês Jesse Sergent, que comemorou muito ao lado do compatriota Thomas Scully, vencedor strach race, prova limitada a 24 competidores onde quem chegar primeiro leva, assim como a corrida por pontos, que pode ter de 20 km e 40 km e um longo período de duração, mas no fim só um festeja, e foi o britânico Chris Newton.

O ciclismo de pista ainda tem a prova de Madison disputa em dupla que desta vez viu o triunfo dos belgas Kenny De Ketele e Tim Mertens, o contra-relógio de um quilômetro com o local Scott Sunderland triunfando, e o grande Keirin, onde uma moto entra na pista sem poder ser ultrapassada e vai aumentando a velocidade aos poucos, dos seis concorrentes que estão na briga obviamente só um vence, e o alemão Carsten Bergemann teve esse privilégio, quem sabe os outros tem mais sorte nas próximas etapas, ainda faltam as etapas da Colômbia e China, no palco das Olimpíadas. (Foto: via PicApp)

1 comentários:

Patrick Araújo disse...

O colega meu foi na prova de cilclismo no Rio e falow que é sensacional esse esporte...

Por sinal, o ginásio do Rio se eu n me engano é um dos mais modernos da América Latina... É uma estrutura de primeiro mundo.. pena que naum está sendo utilizado frequentemente para competições de alto nível do cenário mundialll...

Eu gosto andar de bicicleta, de boa, trankilo, mas andar na velocidade que esse caras andam... n é comigo.. rsrsrsrs.. sem base...

Abraços