É o "Super Bowl do boxe"

10:00 Net Esportes 1 Comments

Em frente a maior TV de alta definição do mundo e envoltos por grande parte da torcida do Dallas Cowboys, eles não vão jogar futebol americano mas irão fazer um confronto digno de uma grande partida da NFL, o filipino Manny Pacquiao irá enfrentar no próximo dia 13 de março o ganês Joshua Clottey, já que um acerto com Floyd Mayweather Jr. não foi possível, e essa luta que está sendo chamada até de o "Super Bowl do Boxe" tem um motivo bem óbvio para que isso esteja acontecendo, pois ela será realizada justamente no Cowboys Stadium, o estádio do Dallas Cowboys.
Manny Pacquiao Press Conference
Brett Favre jogou muito no último final de semana e o Dallas Cowboys acabou sendo eliminado dos playoffs da NFL, mas dois dias depois da tragédia o torcedor já estava no estádio novamente e com o mesmo entusiasmos de sempre, vendo toda aquela bonita encenação com gelo seco, trajes típicos, as cheerleaders carregando bandeiras com pontas em chamas e a música tocando alto, mas eis que em meio a toda essa festa não surge a equipe do Cowboys, surge Manny Pacquiao em uma entrada triunfal, usando a camisa número três do Dallas Cowboys, pronto para fazer a festa da galera que havia sofrido muito dois dias antes.

Pacquiao entrou no estádio vestindo a camisa número 3 do Dallas, que pertence ao quarterback reserva Jon Kitna, mas é claro que com seu próprio nome gravado nela, já Clottey preferiu o número 13, provavelmente é um adepto do Zagallo e não tem medo do azar, pois ninguém usa esse número na equipe do Dallas Cowboys, sendo que nos EUA até alguns prédios pulam o 13º andar, o que ninguém pode prever é se isso vai realmente trazer falta de sorte para o pugilista de 39 lutas, 35 nocautes e apenas três derrotas, que aproveitou a oportunidade única para desafiar aquele que é considerado o melhor lutar da atualidade.

O ideal para Manny Pacquiao diante de um público de 40 mil pessoas e outras milhões vendo pela TV era enfrentar o invicto Mayweather Jr., mas essa história ficou para trás e agora é hora de pensar em Clottey, no cartel são 55 lutas com 38 nocautes, as mesma três derrotas que o adversário porém mais dois empates, Pacquiao quer desferir golpes fulminantes como os grandes tackles do futebol americano e dar socos com a mesma força que um quarterback lança a bola para o companheiro de equipe, será uma grande luta só por estar sendo realizada em uma estádio, e mais do que isso um estádio de futebol americano, é inevitável não chamar de "Super Bowl do boxe". (Foto: Ronald Martinez/Getty Images via PicApp)

1 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Muito boa a sacada e a idéia. Os americanos são fodas no marketing, com o perdão da palavra.

Esta luta promete!