No Meio do Caminho

09:55 Net Esportes 0 Comments

NASCAR: FEB 14 Sprint Cup Series - Daytona 500
"No meio do caminho tinha um buraco, tinha um buraco no meio do caminho", assim seria talvez o poema de Carlos Drummond de Andrade se ele fosse escrito hoje, se o célebre autor fosse fã de corridas de carro, se ele assim como o ciclista Lance Armstrong tivessem parado em pleno domingo de carnaval para ver a prova de abertura da NASCAR, a maior corrida do campeonato, a Daytona 500, que durou quase sete horas tendo seu cronômetro oficial marcado 6h10min, que foi interrompida por bandeira vermelha duas vezes, tudo porque no meio do caminho tinha mesmo um buraco.

A festa como todas as festas esportivas nos Estado Unidos começa bem antes, bem organizada e com a presença sempre maciça do público, na hora marcada nada menos que 43 carros alinham no grid, um mar de carros e um só objetivo, vencer a maior corrida do campeonato e colocar seu nome definitivamente na história da competição, assim a disputa não poderia começar menos quente, menos agitada, com várias batidas e as bandeiras amarelas surgindo sem parar, até o final serão nove que somaram 40 das 200 voltas inicialmente previstas, porém algo pior que os acidentes ocorreu, e ao invés da bandeira amarela veio a bandeira vermelha.

“O buraco está enorme”, dizia Jimmie Johnson já no final da corrida, mas a esta altura os dirigentes preferiram não fazer nada, pois antes haviam paralisado a corrida duas vezes devido ao inesperado e persistente buraco que se abriu na curva dois, o pneu furado de John Andretti foi quem revelou aquele que poderia ser o causador de acidentes gravíssimos, hora de parar a corrida e resolver o problema, lá se vão 1h42min e todos voltam para a disputa, porém a bandeira vermelha tem que ser agitada mais uma vez, o buraco persiste em fucar aberto, desta vez a paralisação é de 40 minutos.
Daytona 500
A Daytona 500 é sem dúvida uma prova especial, uma clássico do automobilismo, e talvez por isso ela queria ficar sendo disputada para sempre, o buraco aberto na pista retardou e muito sua duração, mas ela queria mais, causou acidentes na penúltima volta, a nova regra é clara, a corrida só termina com três voltas em bandeira verde, a assim ela segue sem fim, até a volta 208, quando Jamie McMurray coloca seu nome na história ao cruzar a linha de chegada em primeiro, segurando ninguém menos que Dale Earnhardt Jr. que havia pulado de 10º para 2º, mas que não conseguiu atacar McMurray, restando ao grande vencedor o direito de vibrar e comemorar muito esta maravilhosa conquista que nem um buraco conseguiu evitar. (Fotos: ZumaPress e Todd Warshaw/Getty Images via PicApp)

0 comentários: