O fim do jejum de 15 anos

10:30 Net Esportes 0 Comments

33rd America's Cup - Race Two
A mais famosa e prestigiada competição de regata do mundo e um dos mais antigos troféus da história, essa é a America´s Cup, disputada desde 1851 e quase sempre dominada pelas embarcações norte-americanas, os duelos travados contra britânicos, canadenses, escoceses e até irlandeses eram sempre vencidos e faziam com que as disputas permanecessem sempre em Newport por um longo e interminável período, mas nos anos 60 a Austrália começou a desafiar os eternos campeões e finalmente conseguiu uma vitória em 1983, abrindo um caminho aproveitado até por seu país vizinho, a Nova Zelândia, a grande campeã de 1995.

Cinco vitórias a zero, uma verdadeira lavada, assim foi o resultado do barco Black Magic sobre o Young America, iniciando um jejum que os norte-americanos nunca poderiam imaginar que iría acontecer após tanto tempo de domínio da competição, em 15 anos e com mais três edições realizadas, as vitórias ficaram mais uma vez com a Nova Zelândia no ano 2000, e duas vezes com o suiço Alinghi, em 2003 e 2007, e que chegava na edição de 2010 como franco favorito, com tudo para ser campeão mais uma vez nas águas de Valência, na Espanha, mas que viu o desafiante BMW-Oracle obter um domínio improvável, e colocar fim a uma sina que já não se podia mais aguentar.

Pareceu fácil mas foi extremamente complicado, o mau tempo na cidade espanhola fez as regatas serem canceladas e adiadas, o trimarã comandado pela tripulação de Larry Ellison, Russell Coutts e James Spithill venceu a primeira regata realizada na sexta-feira, o sábado era aguardado com muito entusiasmo mas quem roubou a cena outra vez foi o tempo instável, que quase colocou tudo a perder no domingo, mas que finalmente melhorou e pôde ver a segunda disputa da melhor de três acontecer, e para o Alinghi o pior de tudo acabou acontecendo, erros nas manobras de largada e punição da organização, lá se vai o sonho do tri, lá vem o fim do jejum.
AMERICA'S CUP IN VALENCIA
Com 2 a 0 no placar o fim da disputa é decretado, o Alinghi não se conforma e cruza a linha de chegada com uma bandeira de protesto, os suiços no entanto acabam se conformando e aceitando a superioridade da enorme e bela embarcação dos americanos, o barco vencedor da maior regata do planeta, para delírio dos estadunidenses que após 15 anos finalmente terão a America´s Cup voltando a ser disputada em suas águas, quem sabe novamente com o BMW-Oracle, de 223 pés, que mostrou toda a sua superioridade tecnológica compostas por suas fibras de carbono e seu baixo peso que o fizeram literalmente voar a mais de 60 Km/h, e quem sabe o fará voar novamente daqui a alguns anos, quando a disputa finalmente voltar a acontecer.
(Fotos: Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images e Zuma Press via PicApp)

0 comentários: