Os Jogos começam de luto

08:39 Net Esportes 2 Comments

Luge
Um dos sistemas que levantaria durante o acendimento da pira olímpica falhou, algo deu errado no complexo sistema inventado para a abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver 2010, algo já havia dado errado horas antes deste momento tão aguardado pelos organizadores e fãs do esporte espalhados em todo o mundo, emocionado Jacques Rogges disse que uma 'sombra' estava lançada sobre a edição da disputa deste ano, com lágrimas nos olhos e lamentava uma das maiores fatalidades que já ocorreram em toda a história dessa competição, Nodar Kumaritashvili, atleta georgiano de Luge, havia falecido após gravíssimo acidente sofrido quando treinava.

A pequena delegação brasileira entrou liderada por Isabel Clark, que foi a porta-bandeira, já a pequena delegação da Georgia, que havia até ameaçado deixar a competição, entrou triste e melancólica, cachecol e tarja preta no ombro, estavam de luto pela morte do compatriota que abalou completamente todos que estão envolvidos com os Jogos Olímpicos deste ano, que deixou uma mancha agora difícil de ser removida, que fará muitos pensarem duas vezes antes de descer pela velocíssima pista construída para o Luge, construída por especialistas a mais de oito edições olímpicas, mas por eles mesmos admitida de que necessita pequenas mudanças.

Um mundo de sonhos, luzes e encanto fez voar aos céus os sentimentos de muitos presente no estádio coberto BC Place, em Vancouver, Canadá, assim como literalmente voou contra a parede a mais de 144 Km/h o pobre competidor Nodar Kumaritashvili, de apenas 21 anos, com uma longa carreira pela frente, com sonhos e esperanças das quais todos os atletas presentes nos Jogos tem, mas com o detalhe de que agora ele não poderá alcançar as suas, interrompidas por um muro, uma parede, que freou sua caminhada, lhe deu fraturas, lhe deixou inconsciente e nem o pronto atendimento médico e o resgate de helicóptero puderam lhe salvar, a sua jornada acabou em uma curva, sem nem ao menos poder dizer adeus.
Opening Ceremony
Assim como a delegação da Georgia permanece nos Jogos, todos os outros atletas também seguem e todas as competições serão disputadas normalmente, as falhas podem acontecer como no principal momento da noite, no momento de manter viva a chama olímpica que até Arnold Schwarzenegger carregou, ou no momento de parar e ver se a pista de Luge, Skeleton e Bobsled é mesmo segura, ou se ocorreu mesmo uma falha humana do atleta, que devia ser prevista já que nem todos conseguem ser 100% perfeitos, assim o que resta a fazer é olhar pra frente, corrigir essas falhas e seguir mantendo vivo o espírito olímpico, onde nem sempre vencer é o que vale mais, e sim lutar e se esforçar para fazer o seu melhor, e quando Nodar Kumaritashvili morreu, ele estava fazendo justamente isso. (Fotos: ZumaPress via PicApp)

2 comentários:

André Augusto disse...

Ainda acho que foi falha na construção da pista. Tanto é que fizeram uma proteção no local onde ele se chocou. Agora, só resta lamentar.

F1 Trulli disse...

Nossa foi triste, ele saiu voando nas pilastras... hoje tava todo mundo meio q cauteloso na prova.

Agora foram muito boas as provas d patinação (velocidade).
A do revezamento é uma loucura total, ñ sei como ñ se atrapalham hauahua
E a final masculina 1500m (se ñ me engano) os 3 coreanos tinham ultrapassado o favoritíssimo americano na ultima volta... aí 2 se chocam e sairam da prova (ninguém merece) ¬¬
Iria ser pódio histórico coreano