Histórias do Futebol XIII

14:16 Net Esportes 4 Comments

Agentina v West Germany World Cup 1986
Hoje em dia todos querem receber a Copa do Mundo de Futebol mas em 1986 parecia que ninguém estava com muita vontade de ser sede do maior torneio futebolístico do planeta, a Colômbia enfrentava problemas econômicos, o Brasil teve uma chance mas o então presidente José Sarney recusou, assim quem acabou recebendo a 13ª edição do Mundial foi o México novamente, depois de ter sido palco do espetáculo no ano de 1970, justamente o ano que o Brasil havia sido campeão pela última vez, portanto chegando com suas esperanças renovadas, afinal perdeu por pouco o título de 1982 além de ter sido prejudicado em 1978, o técnico era o mesmo da Copa anterior, os erros foram corrigidos e tudo estava perfeito, exceto a velha e triste falta de sorte.

Talvez muitos detalhes o técnico Telê Santana precisava corrigir depois de fazer uma campanha tão brilhante e ficar sem o título de 1982, dentre elas com certeza acertar a defesa do time, e ninguém pode dizer que isso não ocorreu na Copa de 1986, o Brasil ganhou as três primeiras partidas e o jogo das oitavas-de-final sem sofrer nenhum gol, absolutamente nenhum, e com o detalhe de que nas quartas-de-final sofreu o primeiro e único, que poderia não ser nenhum problema se não tivesse naquele dia marcado apenas um também, nem Josimar nem Sócrates, apenas Careca foi para as redes e o jogo teve que ir para os pênaltis, o adversário era a França e seu astro maior, Michel Platini, chutou pra fora, mas foi o único erro deles contra dois erros brasileiros, fim da linha de forma dramática mais uma vez como em 1982.

Platini era um gênio e a França não queria perder nas penalidades como havia perdido nas semifinal de 1982, venceu logo o Brasil que mesmo jogando muito não era soberano naquela Copa que ninguém queria sediar, havia também uma Seleção da qual muitos contestam sua primeira conquista em 1978, que dessa vez jogava futebol ao invés de fazer manobras políticas, a Argentina tinha craques em campo e um dos maiores jogadores que a história do futebol já viu, Diego Armando Maradona marcou contra a Itália na primeira fase, um empate e único tropeço dos hermanos na Copa de 86, uma Copa onde passaram pelo Uruguai nas oitavas, a surpreendente Bélgica na semifinal e a toda poderosa Alemanha na final, que havia tirado a França novamente, porém o jogo mais antológico daquele ano aconteceu nas quartas-de-final, uma partida que ninguém jamais esqueceu.
MEX: World Cup Final 1986 - Argentina v Germany
O Brasil havia perdido nos pênaltis para a França nas quartas-de-final mas não foi o único que sofreu desta forma justamente nesta fase da disputa, onde o México foi eliminado pela Alemanha e a Espanha despachada pela Bélgica também após as cobranças de pênaltis, já a campeã Argentina jogou contra a Inglaterra e foi a única que não precisou do desempate que mata o torcedor do coração, Maradona fez o que tinha que fazer e marcou um dos gols mais bonitos de todos os tempos partindo do meio do campo e driblando todo mundo, mas também protagonizou um lance polêmico que ficou marcado para sempre na história, marcou um gol com as próprias mões fingindo que foi de cabeça, algum tempo depois intitulou o ocorrido com a frase "la mano di dio", a mão que ajudou sua Seleção a ser campeã, a mesma mão que levantou a taça de campeões do mundo, em mais uma Copa contestável de alguma forma. (Fotos: GettyIamges via PicApp)

4 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Uma Copa histórica, principalmente pelo momento político que vivia a Argentina. Porém, que ficou marcada por insinuações quanto a manipulação de alguns resultados, infelizmente.

De toda forma, serviu para trazer alegria para um povo que passava por um momento delicadissimo. Isto é o que vale.

FilipeJMS disse...

Esses dias estava vendo o filme da Copa de 1986 e vendo o Maradona jogar, na hora me lembrei do Messi. Espero que no final da copa o resultado não seja o mesmo...

Lendo essa história da Argentina sendo campeã da Copa de 82 e vendo essa foto do Maradona levantando a taça...

Me veio na cabeça, será que a Argentina será campeã em 2010 e conquistar o tri?

Digo isso pelo seguinte fato do jogador melhor do Mundo Lionel Messi ter dado um espetáculo no jogo da Champions contra o Arsenal.

O craque de bola deu um show, que abrilhantou a vitória do Barça, ele está demais e naum duvido que os nossos hermanos levantem o caneco esse ano caso o Messi resolva jogar na copa o que ele está jogando na Champions....

André Augusto disse...

A Copa que imortalizou Dieguito.