Faltaram só 12 centésimos

18:42 Net Esportes 2 Comments

Michael Johnson
Quem procura informações sobre provas de atletismo sabe que as distâncias mais comuns para corridas são os 100m, os 200m e os 400m, mas sempre surge um ou outro campeonato que adota os 300m para quebrar um pouco a rotina, quem sabe colocar um especialista dos 200m contra um dos 400m ou apenas mudar um pouco o padrão das coisas, foi assim por exemplo no ano 2000, onde o campeonato de Pretoria, na África do Sul, estabeleceu a marca para ser superada pelos atletas presentes, onde um deles era ninguém menos que o grande campeão olímpico de Atenas 1996 e favorito aos jogos de Sydney 2000, o norte-americano Michael Johnson, que tinha um estilo único para correr.

Nascido em 1967, Johnson obteve seus primeiros resultados importantes no final dos anos 80, e em 1991 já faturava o título no Campeonato Mundial de Tóquio, ao todo eles levou quatro medalhas de ouro olímpicas e se tornou o primeiro atleta em toda a história a vencer os 200m e os 400m na mesma edição dos Jogos, seu recorde de 43s18 na distância maior em que é especialista permanece insuperável até hoje, ele veio no dia 26 de agosto de 1999, já a marca de 19s32 para os 200m obtida na edição olímpica de 1996 acabou sendo superada em 2008 por Usain Bolt, justamente aquele que hoje quase superou a marca de Johonson na peculiar distância dos 300m.

Quando Michael Johnson era uma grande estrela do atletismo ninguém imaginava que tão cedo fosse surgir alguém como Usain Bolt, o jamaicano que fez história em Pequim não só batendo o recorde dos 200m como também sendo o melhor nos 100m, fazendo com que Johnson não precisasse se preocupar com os 400m, mas o que ele mesmo esperava era que Bolt se aventurasse nos 300m, disputado no Campeonato de Ostrava, na República Tcheca, e conseguindo o tempo excelente de 30s97, apenas 12 centésimos de diferença da marca de 30s85 obtidas pelo lendário norte-americano a mais de dez anos, uma marca que foi surpreendente e que ficou merecidamente marcada na história.
Jamaica's Usain Bolt
O jamaicano Usain Bolt se esforçou muito e mordeu a camisa com um sorriso de não acreditar após cruzar a linha de chegada porque percebeu o quanto ficou próximo do recorde, declarando em seguida que gostou da prova e que a disputaria outras vezes, ou seja, o grande resultado de Michael Johnson parece que já tem seus dias contados, porque Bolt vai levar o desafio à sério, mas antes de se preocupar com isso ele precisa se preocupar novamente com os 100m, pois algum tempo antes dos 300m a prova onde ele é especialista havia sido disputada sem a presença dele, e tendo como vencedor seu compatriota Asafa Powell, com o pequeno detalhe que fez a melhor marca do ano, menos mal no entanto é que foram apenas três centésimos do tempo obtido pelo campeão nesta temporada. (Fotos: Shaun Botterill/Allsport/Getty Images e ZumaPRess via PicApp)

2 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Bolt é um monstro. Conseguiu um resultado extraordinário já na primeira participação. Vai bater o recorde já já. Pode apostar!

Patrick disse...

Pode se considerar dos dois como duas lendas do atletismo....

Vai ser um duelo bom esse ano entre o Bolt e Asafa Powell... vais sair até faísca nesses 100m.. rsrsrsrsrs...

Quanto ao tempo nos 300m, não demora muito pra que esse mosntro chamado Usain Bolt quebre o recorde do lendário americano Michael Johnson.

Não vai demorar...

Abraços

http://publicidadesportiva.blogspot.com/