Um dia para ser esquecido

09:37 Net Esportes 0 Comments

US cyclist Lance Armstrong
Ramin Modabber, médico da corrida, e Dag Van Elslander, médico da equipe Radiosharck, correm desesperadamente devido a uma queda quando faltavam cerca de três quilômetros para o final da quinta etapa da edição 2010 do Tour da Califórnia, entre os feridos um que está com um significativo hematoma do lado esquerdo do rosto e um profundo corte abaixo do olho do mesmo lado, ele é justamente Lance Armstrong, um dos maiores ciclistas de toda a história, um ciclista que no mesmo dia havia sofrido sérias acusações de usar doping, feitas por um ex-companheiro de equipe, e que acabou vivendo um dia para ser esquecido.

Armstrong se levantou e mesmo com muitas dificuldades completou a etapa, mas teve que ser removido para um hospital para fazer um exame de raio-x, ele precisou de oito pontos para suturar o profundo corte, mas os exames realizados no hospital comprovaram a inexistência de qualquer fratura, o drama do ano passado quando quebrou a clavícula felizmente não se repetiu, o susto foi grande mas a sua idoneidade colocada a prova poucas horas antes do ocorrido foi um golpe tão duro ou até maior, mesmo porque sua imagem acabou ficando à prova diante da opinião pública, e ele teve que rebater as acusações através de seus advogados.

Tentativas frustrantes de recuperar sua credibilidade e chantagem feitas através do envio de e-mails para Armstrong, foram algumas das rebatidas dadas para o acusador Floyd Landis ainda na tarde desta sexta-feira, além disso Lance Armstrong teve apoio do COI, onde o presidente Jaques Rogge exigiu provas para todas as acusações, sem falar na agência Antidoping que tem o mesmo pensamento, mesmo porque até hoje isso jamais aconteceu, e inúmeros exames foram feitos com o heptacampeão do Tour de France, incluindo testes surpresa e até mesmo testes com o cabelo do ciclista, tudo para tentar provar o que jamais foi provado.
US cyclist Lance Armstrong.
Sem Lance Armstrong o Tour da Califórnia continua, Michael Rogers é o líder da competição que termina já neste domingo depois de mais duas etapas, com seus exames antidoping e todos os esforços possíveis para flagrar qualquer tentativa de irregularidades, como aconteceu no ano de 2006 onde Floyd Landis perdeu seu título na Volta da França, competição que tem o antidoping mais rigoroso do mundo, competição que começa no próximo dia 3 de julho e que terá Lance Armstrong mais um vez como uma das principais estrelas, mais uma vez submetido aos exames e provavelmente mais uma vez sem que nada seja provado contra ele. (Fotos: ZumaPress via PicApp)

0 comentários: