Uma terrível subida no Giro

20:07 Net Esportes 0 Comments

Liquigas rider Basso celebrates his victory as he crosses the finish line of the 15th stage of the Giro d'Italia cycling race
Todos os ciclistas e todas as equipes comemoram no Giro de Itália, mas não, a competição ainda não chegou ao seu final após a etapa deste domingo, e toda essa festa antecipada é porque nesta segunda-feira será o segundo dia de folga da Volta, o primeiro desde o dia 11 de maio que já ficou muito para trás, e mais do que um alívio ele vem na hora que mais se precisava, justamente após uma etapa de subida, a 15ª etapa que terminou no Monte Zoncolan, uma duríssima e terrível escalada que deixou todos os competidores extenuados, exaustos e muito cansados, principalmente quando cruzavam a linha de chegada, onde somente um conseguiu sorrir, mesmo que tenha feito um enorme esforço para isso.

A expressão de alívio misturada com uma singela vibração usando apenas a mão esquerda foi do ciclista local Ivan Basso, que deu uma enorme reagida na classificação após conseguir a incrível vitória no estágio que teve 161 Km de distância, e onde ele precisou de um tempo total de 6h21m58s para completá-lo, com o importante detalhe que deixou não só o segundo colocado mas todos os outros concorrentes com uma grande diferença para trás, sendo 1min19s para o australiano Cadel Evans, 1min30s para o compatriota Michele Scarponi, 1min58s para o outro compatriota Damiano Cunego, 2min44s para o grande rival Carlos Sastre e principalmente uma grande margem para David Arroyo, que é o líder no geral.

A segunda-feira é de descanso mas a partir de terça-feira a luta pela maglia rosa estará de volta em ação, o dia será reservado para o segundo dos três contra relógios individuais previstos, porém o fato de serem apenas 12,9 Km pode impedir que haja alguma mudança muito significativa na classificação geral, onde o espanhol Arroyo lidera com 2min35s de vantagem para Richie Porte da Austrália, e 3min33s sobre o italiano Basso, terceiro colocado que passou a ser a grande esperança local após a vitória de hoje, no ano passado o ciclista italiano acabou terminando na quinta colocação, sendo que nunca foi campeão na prova mais importante de seu país e tem como melhor resultado a camisa branca conquista no Tour de France de 2002.
Liquigas rider Basso climbs Monte Zoncolan on his way to winning the 15th stage of the Giro d'Italia cycling race
A subida foi terrível, cheia de curvas sinuosas e completamente tomada pela eufórica torcida que invade a pista e incentiva os ciclistas todo o tempo, os italianos aproveitaram o domingão de sol para fazer a festa morro acima, e acabaram vendo uma grande vitória de Ivan Basso que para todos se tornou o grande favorito ao título, mas nunca se deve descartar a força do experiente Arroyo de 30 anos e muito menos os perseguidores Sastre, Evans, Vinokourov, Nibali e também Scarponi, pois a competição ainda terá seis etapas até o próximo dia 30, com muito mais subidas até Aprica e Passo del Tonale, que podem ser tão terríveis quanto Zoncolan, e onde somente os mais bem preparado podem conquistar seu topo, e para isso não faltam concorrentes. (Fotos: Alessandro Garofalo e Alessandro Trovati/Reuters via PicApp)

0 comentários: