O jogo mais longo da história

13:57 Net Esportes 4 Comments

John Isner of the U.S. celebrates defeating France's Nicolas Mahut at the 2010 Wimbledon tennis championships in London, June 24, 2010.  REUTERS/Suzanne Plunkett (BRITAIN - Tags: SPORT SPORT TENNIS)
A Rainha Elizabeth II esteve pela última vez no All England Club para acompanhar o torneio de Wimbledon em 1977. Ocasião em que entregou o troféu de campeã para a britânica Virginia Wade. Passaram-se então 33 anos até que ela voltasse a pisar na grama sagrada do complexo, com a honra de ser recebida por Roger Federer, Serena Williams, Martina Navratilova e Billie Jean King. Porém a majestade só esteve no camarote real da Quadra Central, para ver o jogo entre entre o britânico Andy Murray e o finlandês Jarkko Nieminen. Um lugar muito longe da quadra número 18, que tem poucos lugares para o público e jogos que ninguém da muita atenção, exceto hoje, ontem e antes de ontem, quando o inacreditável acabou acontecendo por ali.

Dia 22 de junho de 2010, primeira rodada do Torneio de Wimbledon, de um lado da quadra está o norte-americano John Isner e do outro o francês Nicolas Mahut. Até então um jogo absolutamente normal, poucos apostam que qualquer um deles tenha condições de chegarem em uma final ou semifinal que seja. Por isso mesmo estão jogando na quadra 18. O jogo no entanto é bom, equilibrado, o placar mostrava 6-4, 3-6, 6-7(9) e 7-6(7), o terceiro e quarto set´s decididos apenas no tie-break, desempate que não existe no quinto set de um torneio de Grand Slam. Mas teto retrátil e iluminação artificial é privilégio apenas da Quadra Central, a noite chega e a partida é interrompida.

Chegamos no dia 23 de junho, os jogadores retornam para aquela que a partir de hoje será mais conhecida como a mística quadra número 18. Um quinto set longo e o mesmo equilíbrio vistos nos dois set´s anteriores, apenas com a diferença que não existe mais tie-break para desempatar. Fazendo com que o jogo siga até que um deles vença dois games seguidos. O problema é que isso acaba não ocorrendo, eles passam a confirmar seus serviços e os recordes passam a ser quebrados a cada hora que permanecem em quadra. No 75º game do quinto set, Isner faz seu 79º ace, superando o recorde de Ivo Karlovic. Quando o jogo atinge o placar inimaginável de 50 a 50, o marcador da quadra trava e para de funcionar, já são sete horas só de quinto set, e a noite chega mais uma vez.
John Isner of the U.S. (L) embraces France's Nicolas Mahut after defeating him at the 2010 Wimbledon tennis championships in London, June 24, 2010.  REUTERS/Suzanne Plunkett (BRITAIN - Tags: SPORT SPORT TENNIS)
Jogadores completamente exaustos, pararam para ir ao banheiro apenas uma vez, no primeiro momento que trocaram palavras. O juiz interrompe mais uma vez a partida quando estava 59 a 59 no quinto set, a batalha continuaria no dia seguinte. Eles voltam para a quadra neste histórico dia 24 de junho de 2010, para completar de uma vez por todas o jogo mais longo de toda a história do tênis em todos os tempos. Um público jamais visto antes na quadra 18, não cabe mais ninguém e as pessoas tentam de todas as formas e em todos os lugares possíveis serem testemunhas desse momento épico na história do esporte mundial. John Isner acerta finalmente uma passada na paralela, quebra o saque de Nicolas Mahut e fecha o quinto set em 70 a 68, ele consegue ser o vencedor desta Guerra incrível, mas ambos são heróis.
John Isner of the U.S. (L) and France's Nicolas Mahut (C) pose for a photograph with umpire Mohamed Lahyani next to the scoreboard on court 18 after their record breaking match at the 2010 Wimbledon tennis championships in London, June 24, 2010.  REUTERS/Suzanne Plunkett (BRITAIN - Tags: SPORT TENNIS)
A Rainha não veio mas a organização do torneio antecipou um cerimonial ainda dentro da quadra 18 e logo após o fim do jogo, onde o britânico Tim Henman entregou uma placa e lembranças a ambos, inclusive para o árbitro Mohamed Lahyani, que também resistiu a todas as onze horas e cinco minutos que teve a partida mais longa de toda a história. Um grande recorde, assim como se tornou a partida com mais games jogados, quinto set mais longo onde os 70 a 68 superaram os 21 a 19 de Andy Roddick contra Younes El Aynaoui em 2003 com tie-brak instituido e o de 1969 quando o tie-brak não existia, 25 a 23 no quarto set de John Newcombe e Marty Reissen. Isner comemorou muito a vitória, e não importa nem se ele vai aguentar jogar na segunda rodada, pois ao lado de Mahut escreveu a história, e será lembrado por toda a eternidade, mesmo porque é difícil acreditar que qualquer coisa semelhante volte a acontecer tão cedo. (Fotos: Suzanne Plunkett/Reuetrs via PicApp)

4 comentários:

Augusto disse...

deve ter sido emocionante! :O

saudeecompanhia disse...

Esse jogo além de ter entrado para a história, deve ter sido emocionante para quem assistiu!
Sucesso com o blog!

Seyal Layes disse...

O povo tem mania mesmo de prestigias alguns e tirar o valor de outros que também merecem, ai quando eles tem a oportunidade realmente provam quem são e vapu, viram celebridades.
O jogo deve realmente ter sido explendido, a rinha nao foi, mas foi bom pois não era ela quem merecia brilhar, afinal eu nem sei se ela joga Tênis.
Enfim, muito bom o blog, ótimo o post.
Só fiquei com uma dúvida, será que eles não combinaram isso não? Pq dois ou três dias para desembolar uma partida é complicado néa?
Pelo sim pelo não, não levantarei falso testemunho e assim como você disse, dificilmente alguém fará tal feito brevemente.
Abraços e visite meu blog.
http://lisems.blogspot.com/

L.A disse...

entrou pra historia D: