A primeira vez nas quartas

14:14 Net Esportes 3 Comments

Referee Frank De Bleeckere of Belgium shows the yellow card to Japan's Keisuke Honda for handling the ball during the 2010 World Cup second round soccer match against Paraguay at Loftus Versfeld stadium in Pretoria June 29, 2010. REUTERS/Marcos Brindicci (SOUTH AFRICA - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP)
Um país localizado na Ásia Oriental com 377.873 km² e um outro que fica na América do Sul com 406.750 km², sendo que aquele que é ligeiramente menor tem mais de 127 milhões de habitantes, contra pouco mais de seis milhões do país latino. A língua falada em cada um é diferente, as culturas não tem qualquer ligação e tão pouco a história de cada um deles é a mesma. Em comum talvez até haja muitas coisas que ninguém sabe, porém uma delas todo o mundo teve certeza durante a Copa do Mundo da África do Sul. A de que nem Japão e nem Paraguai haviam conseguido chegar em toda a sua história nas quartas-de-final da competição, o destino quis que eles se enfrentassem nas oitavas-de-final, fazendo com que um dos dois pudesse mudar a escrita finalmente.

Fanáticos por futebol e apaixonados pelo jogo brasileiro de um lado. Bons de bola e grandes rivais dos brasileiros do outro. O Japão surpreendeu na primeira fase e conseguiu se classificar para a segunda pela primeira vez sem estar jogando em seu território, em 2002 o adversário era a Turquia e o time amargou a desclassificação. Já o Paraguai ganhou do Brasil nas eliminatórias e teve uma campanha onde chegaram a ser líderes e até prometiam já ir mais longe do que todos esperavam. Em 1998 a frustração aconteceu nas oitavas-de-final onde a equipe acabou perdendo da França com um gol na prorrogação. Agora na África do Sul invencibilidade e a conquista do primeiro lugar em seu Grupo. Os paraguaios só lamentam não ter Cabañas com eles.

Chegou então o dia 29 de junho e o grande momento de fazer história nas Copas do Mundo. O estádio Lotus Versfeld, em Pretória, recebe quase 43 mil pessoas, um público abaixo do esperado talvez porque a maioria dos torcedores achavam que quem estaria jogando essa partida fosse Itália e Dinamarca. Nenhuma das duas no entanto conseguiu se classificar a as equipes do Japão e do Paraguai tiveram então a grande chance de ir mais longe do que já foram em todos os tempo. Uma campanha de duas vitórias e uma derrota contra uma campanha de uma vitória e dois empates, um time que só perdeu para o melhor do seu Grupo e um que não perdeu nenhuma e ainda empatou com os atuais campeões. A previsão era de equilíbrio, um equilíbrio que acabaou fazendo com que nenhum deles conseguisse fazer o que todos esperavam deles, os gols.
Paraguayan model Larissa Riquelme (R) watches a public screening of the World Cup soccer match between Paraguay and Japan in downtown Asuncion June 29, 2010. REUTERS/Jorge Adorno (PARAGUAY - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP)
Perder seria o fim, ganhar seria a glória máxima. O zero a zero persiste por todo o tempo regulamentar e se não bastasse isso ainda segue na prorrogação. Os bons jogos das oitavas-de-final deram lugar para alguns dos péssimos jogos da primeira fase, em especial muitos da primeira rodada. A maior decisão na vida de Japão e Paraguai vai para os pênaltis. Tóquio parada para ver a cobrança de Komano, a terceira na série nipônica, e ele chuta no travessão. A tensão toma conta de Assunção no momento em que Cardozo parte para a quinta e última cobrança guarani, ele vai com calma e tranquilidade que impressiona qualquer um, o goleiro Kawashima voa para frente e para o lado errado dando a chance para o paraguaio apenas empurrar a bola para o lado certo, selando a classificação histórica do seu país, para uma alegria incontrolável dos seus seis milhões de habitantes que não tem mais hora para acabar. (Fotos: Marcos Brindicci/Reuters e Jorge Adorno/Reuters via PicApp)

3 comentários:

Pobre esponja disse...

Parabéns para o Paraguay, que fez a América do Sul ter mais representantes que a Europa nessa fase de quartas.

abç
Pobre Esponja

Belo jogo! Brigado até o final,com emoção!!!!!!!!!
Agora temos 4 países da América do sul!!!!!!!!!!

FilipeJMS disse...

Infelizmente não pude ver a prorrogação e a disputa de pênaltis, o dever me chamou. Só essa bela foto que você postou para alegrar meu dia ehehehe!

4 Sul-Americanos entre os 8 melhores da Copa, é dificil encontrar respostas para isso, mas acredito que os rígidos campeonatos europeus deixam as suas seleções exaustas na Copa, mesmo com a enorme participação dos Sul-Americanos nos campeonatos europeus!