E o carrossel está de volta

13:56 Net Esportes 2 Comments

SOCCER/FUTBOL WORLD CUP 2010 CUARTOS DE FINAL HOLANDA VS BRASIL Action photo of Kaka of Brazil, during game of the 2010 World Cup held at the Nelson Mandela Bay Stadium of Port Elizabeth, South Africa./Foto de accion de Kaka de Brasil, durante juego de la Copa del Mundo 2010 celebrado en el Nelson Mandela Bay Stadium de Port Elizabeth, Sudafrica. 02 July 2010 MEXSPORT/ETZEL ESPINOSA  Photo via Newscom
Ele foi torcer para os Estados Unidos e quem venceu o jogo foi Gana, ele resolveu então ir torcer para a Inglaterra no dia seguinte e a vitória foi da Alemanha. Mick Jagger acabou inevitavelmente ganhando o carinhoso apelido de 'pé frio' e ninguém mais queria ver ele escolhendo alguém para torcer nos estádio da África do Sul. Mas depois que a Copa parou por dois dias e recomeçou na fase de quartas-de-final, o vocalista dos Rolling Stones, uma das maiores e melhores bandas da história, apareceu no estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, onde seu filho brasileiro vestia a camisa canarinho e onde naturalmente ele tinha para quem torcer, azar dos pentacampeões, sorte do carrossel que volta a brilhar depois de tantos anos.

Árbitro japonês, o grande jogador Sneijder ou a revolta do técnico Dunga distribruindo tapas no banco de reservas. Nenhum deles, o grande protagonista da partida foi disparado Felipe Melo, será que se o Ramires não estivesse suspenso permaneceria no time? Pelo primeiro tempo era melhor que não, passe primoroso do camisa cinco no meio da defesa da Holanda e um bonito gol de Robinho. O Brasil joga fácil e domina a Laranja Mecânica, só faltou conseguir extrair o suco. O time do técnico Bert van Marwijk não consegue achar seu espaço em campo e o time brasileiro não consegue ampliar o marcador, ah se não fosse aquela brilhante defesa Stekelenburg no chute de Kaká, ah se não fosse o Mick Jagger vendo o jogo nas arquibancadas.

A nervosa Holanda do primeiro tempo acabou dando lugar a um Brasil nervoso no segundo. Os nervos foram à flor da pele e Felipe Melo começa a entrar em cena outra vez, perde a bola em um lance bobo e quase que o jogo fica empatado. E se não bastasse isso eis que surge o protagonista da partida mais uma vez, cruzamento na área e gol contra dele, Felipe Melo. O Brasil se perde em campo, desde o começo da partida queria encrenca com os adversários, sempre gritando e se revoltando com as jogadas. Na cobrança de escanteio Kuyt desvia e Sneijder resolve mais uma vez, agora usando a cabeça para surpresa dele mesmo. Havia chances de buscar um empate, havia condições de evitar a desclassificação, mas sempre tem que ter um vilão na partida, e será ele mesmo, Felipe Melo. Ele da um pisão desnecessário em Robben e acaba sendo merecidamente expulso, não tem mais jeito dali em diante.
Brazil's Felipe Melo scores an own goal past his goalkeeper Julio Cesar during the 2010 World Cup quarter-final soccer match against Netherlands in Port Elizabeth July 2, 2010. REUTERS/Mike Hutchings (SOUTH AFRICA - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP)
O Brasil que fez tudo errado em 2006 se rendendo ao estrelismo acabou fazendo tudo certo em 2010 corrigindo alguns desses erros, mas acaba indo embora na mesma fase das quartas-de-final. A grande diferença no entanto foi ter caído diante de uma Seleção com uma grande capacidade e uma exímia competência. Uma Seleção que tem cinco vitórias em cinco jogos na África do Sul, uma Seleção que já soma 24 partidas sem perder e que conquista a vaga na semifinal de maneira muito merecida. Tendo inclusive um sabor de revanche, já que após a vitória de 1974 contra o Brasil, perdeu para o rival em 1994 e foi eliminado por esse mesmo adversário nos pênaltis em 1998. A Holanda que todos esperavam que ia dar show em campo está jogando apenas de forma precisa para vencer, e já tem tudo para estar na final. O famoso carrossel holandês está de volta e tudo que eles menos querem agora é ver Mick Jagger com alguma roupa laranja nas arquibancadas. (Fotos: Etzel Espinosa/Mexsport/Newscom e Mike Hutchings/Reuetrs via PicApp)

2 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Eliminação lamentável, mas justa. É preciso reconhecer a força do time adversário, que é bom demais. E saber que no esporte é impossível ganhar sempre.

FilipeJMS disse...

A Holanda tem um timaço, mas demos muito mole! No primeiro tempo não aproveitamos nossa superioridade e deixamos os gringos gostarem do jogo. Resultado: até 2014!