China seguirá dominando tudo

10:44 Net Esportes 0 Comments

Tan Sixin of China competes in the vault in the women's individual all-around final of the artistic gymnastics competition at the Singapore 2010 Youth Olympic Games (YOG) in Singapore August 19, 2010. REUTERS/Issei Kato (SINGAPORE - Tags: SPORT OLYMPICS GYMNASTICS)
Nas competições aquáticas teve até mergulho e o basquete foi disputado em meia quadra com apenas três jogadores em cada equipe. Desta forma um pouco diferente aconteceu a primeira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude 2010 disputada em Cingapura, contando com o futuro do esporte e a esperança de cada país depositada em atletas com idade entre 14 e 18 anos apenas. Fazem somente dois anos que as Olimpíadas de Pequim chegou ao seu final e parece que o cenário para Londres 2012 e principalmente Rio 2016 será o mesmo visto em 2008, ou seja, com um amplo domínio dos chineses que não deram chances para ninguém e faturaram a maior parte das medalhas de ouro. Sendo que o grande detalhe foi ver o país se dando bem em provas de esportes mais tradicionais como a natação por exemplo, mostrando que esse domínio todo pode ser muito maior do que todos já imaginam.

Vibração com os punhos fechados ou o dedo apontado para cima em comemoração a mais uma vitória. Essa é Tang Yi, a chinesa de apenas 17 anos que faturou nada a menos que seis medalhas de ouro nas Olimpíadas da Juventude em Cingapura, é praticamente a Maria Phelps chinesa das piscinas. E se não bastasse contar com essa fenomenal atleta os chineses ainda tinham mais grandes nadadores que podem dar trabalho no futuro, pois faturou 11 medalhas de ouro no esporte que em Pequim havia conseguido apenas três medalhas douradas. O principal motivo da China ter dominado nas piscinas de Cingapura foi a ausência de bons atletas dos Estados Unidos, que não mandou seus principais talentos e amargou a derrota não só nas águas como também em toda a competição, terminando com um péssimo 13º lugar no quadro geral de medalhas que não foi adotado oficialmente pelo COI.

O Comitê Olímpico Internacional diz que os Jogos não servem basicamente para estimular a competição entre os países e sim dar experiência para os atletas, uma bonita filosofia que na prática não acontece, é inevitável não contar os triunfos de cada um e o próprio Comitê ainda admite que os países que não mandaram seus melhores representantes se arrependeram. A China agradece pois levou 30 medalhas só de ouro em modalidades como a Luta Livre, o Esgrima, o Taekwondo, a Ginática Artística e o seu já tão tradicional tênis de mesa. O país que domina o esporte mundial ainda teve 16 de prata e mais cinco de bronze provando que o importante é vencer mesmo, algo que os jovens atletas norte-americanos precisam aprender, já que tiveram apenas quatro medalhas de ouro contra nove de prata e oito de bronze, conseguindo ficar atrás até do Azerbaijão.
SINGAPORE - AUGUST 24: Jozsef Zsigmond of Hungary competes with Daniil Svaresciuc of Moldova in the Boxing Super Heavy +91kg bronze medal match on day 10 of the Singapore 2010 Youth Olympics at the International Convention Centre on August 24, 2010 in Singapore. (Photo by Mark Dadswell/Getty Images)
Grã-Betanha apenas em 17º lugar, nem parece que os próximos jogos serão em Londres. Rússia em segundo lugar revivendo seus melhores dias e Cuba voltando a ficar entre os cinco melhores com nove medalhas de ouro. O Brasil ficou em 21º com duas de ouro, três de prata e uma de bronze, destaque para Caio Fernandes do atletismo, David Lourenço do boxe e Flávia Gomes do judô. Porém além do domínio chinês que aponta como será o futuro do esporte olímpico vale muito destacar a belíssima campanha do Azerbaijão, os heróis da Luta Livre, Levantamento de Peso e Boxe, cinco medalhas de ouro e mais três de prata, esportes de força que mostraram a força de um país que todos os dias luta para sobreviver e consegue encontrar nos esportes uma forma para esquecer os problemas e alcançar a glória. Os Jogos da Juventude apenas começaram e tem tudo para dar certo, principalmente para a China, que será justamente a sede da próxima edição, mas também para qualquer outro que jamais sonhou em ser o melhor, como o Azerbaijão por exemplo, pois com os novatos tudo é possível. (Fotos: Issei Kato/Reuters e Mark Dadswell/Getty Images via PicApp)

0 comentários: