Noite dos sonhos vira pesadêlo

18:29 Net Esportes 1 Comments

Minnesota Vikings quarterback Brett Favre warms up before the game against the New York Jets in week 5 of the NFL season at New Meadowlands Stadium in East Rutherford, New Jersey on October 11, 2010.   UPI /John Angelillo Photo via Newscom
A água caiu forte demais no estádio New Meadowlands, em East Rutherford, e o local acabou tendo que ser evacuado porque os raios e trovões eram intensos demais. Desta forma a expectativa para o Monday Night Football que normalmente já é grande ficou maior ainda, foram 45 minutos de atrasos para finalmente a bola oval entrar em jogo no Futebol Americano e levar seus fãs ao delírio. Principalmente os torcedores do New York Jets que viram Nick Folk anotar um field goal e abrir o placar para o time da casa que seria ainda ampliado no segundo quarto. Porém eles não esperavam que no terceiro quarto a estrela de um velho jogador voltaria a brilhar e faria a noite se transformar em uma noite dos sonhos, o veterano Brett Favre ainda tem muita lenha para queimar, o passe de 63 jardas foi absurdamente espetacular, encontrou um jogador espetacular e dava início a uma reação espetacular. O problema é que nem todos os sonhos são perfeitos.

Perfeito mesmo foi a volta de Randy Moss para o Minnesota Vikings, ele deixa Tom Brady e o New England Patriots na saudade e chega para ajudar Brett Favre a seguir quebrando os seus recordes na NFL. Um deles cai por terra no jogo de segunda-feira a noite, Favre conectou seu 500º passe para touchdown. Um passe espetacular e perfeito de 63 jardas que encontrou ninguém menos que o próprio Moss. O Minnesota aproveitou para crescer no jogo neste momento, anotou mais dois touchdowns e chegou a estar perdendo por apenas dois pontos no final da partida. Era mais do que um sonho se tornando realidade, era a chance de conseguir uma virada sensacional no placar e entrar mais uma vez para a história como já entraram tantas vezes em outras ocasiões. Infelizmente tudo não passava de uma simples ilusão, no final o sonho acabou virando mesmo um grande pesadêlo.

Antes de chegar ao recorde de 500 passes para touchdown, o vovô Brett Favre havia batido um recorde negativo, sofreu dois fumbles no duelo tornando-se o líder dessa estatística na história da NFL, com 162, ultrapassando Warren Moon, ex-jogador do próprio Minnesota Vikings, além do Seattle Seahawks e do Kansas City Chiefs. O jogador no entanto mostrou sua velha personalidade e se recuperou em seguida dando um grande show, transformando o jogo que parecia perdido em uma esperança que nem o mais otimistas do torcedores poderia ter vendo o que estava acontecendo. Mas não era a noite dos sonhos, era a noite do drama, do lamento e de mais uma estatística negativa que o persegue tanto como as positivas o acompanham. Brett Favre acabou sendo interceptado depois de tentar um passe da linha de 12 jardas do campo defensivo, Dwight Lowery aproveitou e anotou o touchdown decisivo que deu a vitória ao Jets por 29 a 20.
Minnesota Vikings quarterback Brett Favre and New York Jets LaDainian Tomlinson meet on the field after the game in week 5 of the NFL season at New Meadowlands Stadium in East Rutherford, New Jersey on October 11, 2010. The Jets defeated the Vikings 29-20.  UPI /John Angelillo Photo via Newscom
O cotovelo possívelmente machucado, a idade que jamais mostrou ser problema e além de tudo isso um problema pessoal que abalou a NFL da última semana, onde Brett Favre foi acusado de assédio sexual contra uma funcionária e duas massagistas justamente do Jets ocorridas na época em que jogava na equipe novaiorquina. O jogador foi bombardeado de perguntas sobre o polêmico assunto e tentou fugir de todas durante todo o tempo, dizendo que estava apenas preocupado com a terceira derrota do Vikings em quatro partidas, ressaltando que isso não tirou sua concentração do jogo e prometendo que as coisas vão melhorar até o final da temporada. Talvez tudo melhore mesmo porque mesmo fazendo três touchdowns e conquistando 264 jardas sua atuação nem de longe foi ressaltada pela imprensa americana, alguns chegam a falar até em velho sujo, talvez um exagero por enquanto, mas se a história acabar se confirmando a sua vida de sonhos vai se tornar muito mais do que um enorme pesadêlo. (Fotos: John Angelillo/Newscom via Picapp)

1 comentários:

Luiz Paulo Knop disse...

Grande Favre... já sofri muito na pele dele... meu 49ers já perdeu partidas memoráveis graças a ele quando era dos Packers... e ano passado todo mundo vai se lembrar do que aconteceu no último segundo do jogo contra os Vikings...

http://esporteresenha.blogspot.com