Pra cima rumo ao topo do mundo

11:15 Net Esportes 2 Comments

ARUSHA, TANZANIA - DECEMBER 07: Martina Navratilova takes part in day two of the Martina Navratilova Mt. Kilimanjaro Climb on December 7, 2010 in Arusha, Tanzania. Martina Navratilova and her team are climbing Mount Kilimanjaro to raise money for the Laureus Sport for Good Foundation. Martina Navratilova, a member of the Laureus World Sports Academy will attempt to scale the 5895m peak, Africa's highest free standing mountain with a team of fundraisers including German Paralympic cyclist Michael Teuber and British badminton player Gail Emms . (Photo by Chris Jackson/Getty Images for Laureus)
Dia de sol, muito calor e até uma partida de futebol sob o chão de terra batida. Na África é quase sempre assim, pelo menos até o dia que começa a chover, fazer frio e fazer parecer que não se está mais no continente mais árido do planeta. A ironia do destino vai um pouco mais adiante, conta com uma montanha cujo topo é branco, coberto de neve em uma visão única, mesmo que ela esteja derretendo por conta do aquecimento global. É hora de colocar a mochila nas costas, é hora de preparar o saco de dormir, o cantil e todos os equipamentos necessários para se fazer uma trilha, e principalmente uma escalada. Chegou o dia de subir no ponto mais alto do continente africano, o quarto ponto mais alto do mundo, é dia de escalar o monte Kilimanjaro, na Tanzânia, fronteira com o Quênia.

A campeã mundial e medalhista de prata olímpica no Badminton, Gail Emms, sorri com seu casaco vermelho e parece estar confiante. O ciclista alemão paraolímpico Michael Teuber caminha determinado pela lama e todo sentam juntos à mesa para apreciar o que parece ser um delicioso café da manhã. No total o grupo tem 28 pessoas, só que uma delas chama um pouco mais atenção e é na verdade a grande idealizadora do desafio. Seu nome é Martina Navratilova, maior vencedora de torneios de tênis incluindo homens ou mulheres com 167 conquistas no total. Aos 54 anos de idade ela já superou inúmeros obstáculos em sua vida, inclusive um câncer de mama, descoberto em um exame rotineiro. Subir até o Pico Uhuru não deve ser problema para a mulher que parece não se cansar jamais.

A idéia de escalar o monte Kilimanjaro, juntamente com outros 27 atletas que incluem Gail Emms e Michael Teuber, surgiu para arrecadar fundos que serão destinados à Laureus Sport for Good Foundation, entidade que apoia cerca de 80 projetos em todo o mundo, incluindo quatro nos Estados Unidos e também um no Brasil. Martina declarou que sempre teve vontade de fazer algo como isso, mas que estava muito ocupada jogando tênis. Agora a lendária atleta finalmente consegue dar início ao seu sonho e vai além, dizendo que - "Não quero estar acabada aos 60. Sempre soube que o tempo era limitado, mas ao mesmo tempo sempre pensei que tinha muito tempo para isso. Agora, depois disso, não tenho tanta certeza. Devo acelerar um pouco para ter certeza de fazer as coisas". disse Navratilova em Londres, ao jornal Telegraph.
ARUSHA, TANZANIA - DECEMBER 07: Martina Navratilova leads the group on day two of the Martina Navratilova Mt. Kilimanjaro Climb on December 7, 2010 in Arusha, Tanzania. Martina Navratilova and her team are climbing Mount Kilimanjaro to raise money for the Laureus Sport for Good Foundation. Martina Navratilova, a member of the Laureus World Sports Academy will attempt to scale the 5895m peak, Africa's highest free standing mountain with a team of fundraisers including German Paralympic cyclist Michael Teuber and British badminton player Gail Emms . (Photo by Chris Jackson/Getty Images for Laureus)
Ninguém pode se esquecer que apesar de ser por uma boa causa, se trata de um grande desafio. Se trata de subir 5.891,8 m em condições adversas, onde talvez nem todos cheguem até o final mas onde todos contam com kits de sobrevivência, grande equipes de apoio e um treinamento forte que até mesmo Martina Navratilova realizou subindo escadarias de prédios e até mesmo entrando em câmaras que imitavam os níveis de oxigênio simulando os mesmo níveis que serão encontrados no Kilimanjaro. Esse tipo de desafio renova a vida de uma pessoa, lhe ajuda a crescer espiritualmente e se conquistado em sua plenitude pode até emocionar e levar às lágrimas, pelos menos é isso que espera a grande Martina, a grande atleta que disse chorar até em filmes e hino nacional, porque não choraria em mais uma conquista na sua vida repleta de glórias. (Fotos: Chris Jackson/Getty Images for Laureus via PicApp)

2 comentários:

Você foi indicado ao Prêmio Blogueiro Show. Dá uma olhada lá no blog.

Parabéns!

Abração,

Luís - @luisfbarreiros
porforadogramado.blogspot.com

Olá! Tudo bem? Espero que sim.

tenho o prazer de vim lhe informar que indiquei o seu blog para 3 selos. Passe no nosso blog, pegue aquele que vc não tem (se não tiver nenhum pegue os 3) e de continuidade as regras que lá estão para recebê-lo.

Parabéns, o seu blog merece:

http://publicidadesportiva.blogspot.com/2010/12/publicidade-esportiva-recebe-mais-3.html