Batalha nas montanhas brancas

10:18 Net Esportes 0 Comments

O que tem em comum o vilarejo Madonna di Campiglio (onde a equipe Ferrari de Fórmula 1 faz a sua 'festinha' de confraternização assim que cada ano se inícia, parece até que são um time onde todos se respeitam mutuamente) e Cortina d'Ampezzo (localizado nas cordenadas 46° 32′ 0″ N, 12° 8′ 0″ E, mais precisamente localizada na região do Vêneto, uma província de Belluno)? Pouca coisa além de ambos estarem na Itália, porém a semelhança que leva a scuderia italiana quer fazer algo com velocidade que seja diferente que dirigir um carro também é algo em comum nos dois lugares, pois em Cortina todos também querem esquiar na neve, todos também querem aproveitar uma das mais famosas estações de esqui do planeta, até para competir.

Ambos os palcos são sem dúvida um lugar de muita diversão para muitos endinherados, como o pessoal da Ferrari e turistas que viajam para esses lugares ao longo do ano, principalmente nessa época onde as montanhas estão completamente brancas de tanta neve. E é exatamente nessas montanhas brancas que pelo menos uma vez em cada temporada a diversão da lugar a uma verdadeira batalha, um duelo intenso entre as mais competentes esquiadoras do mundo. A 'festinha' (que muitos acham que é meio falsa) da Ferrari segue em Madonna, porque em Cortina é hora da Copa do Mundo de Esqui Alpino, com as provas de Super G e Downhill. A programação é parecida com a etapa de Lake Louise, no Canadá, e inevitavelmente vê as principais concorrentes ao título se confrontando com mais intensidade nessa grande batalha.

No Canadá, todos esperavam que Lindsey Vonn iria vencer fácil o Downhill no palco onde já brilhou tantas vezes, mas o que todos acabaram vendo foi a estrela de Maria Riesch brilhar duas vezes. A americana se recuperou no último dia, vencendo o Super G e se mantendo firme na busca pelo tetracampeonato. Depois disso, Riesch não conseguiu mais encontrar o caminho da glória, e viu a rival vencer três vezes. Ainda faltam 16 etapas, incluindo as disputas do Campeonato Mundial, mas chegando na Itália, chegando no palco emblemático de Cortina d'Ampezzo, alguma coisa precisava ser feita para mostrar que a liderança praticamente desde o início da competição não veio à toa, e isso não significa que a alemã não sofreu, isso não significa que ela não amargou um nono lugar e teve que fazer um milagre para voltar ao topo.

Downhill em Val-d'Isère, Downhill em Zauchensee. Essa é a especialidade de Lindsey Vonn, essa prova está programada para Cortina, só que não no primeiro dia. Mesmo assim a americana, precisando se recuperar, vence primeiro o Super G, com Anja Pärson em segundo e Anna Fenninger na terceira colocação. A ascenção começou, o Downhill chegou, e quando menos todos esperavam Maria Riesch se recuperou de forma arrasadora nessa grande batalha. A vitória veio com um minuto de diferença para a sua grande amiga e grande rival Vonn, que ainda viu sua compatriota e não muito amiga Julia Mancuso ficar na segunda colocação. As disputas no resort parecido com o resort particular de Fernando Alonso e Felipe Massa ainda não acabaram, ainda tem mais uma prova de Super G, ainda tem mais uma oportunidade para Lindsey Vonn mostrar suas garras novamente, e não deixar que Maria Riesch dispare na liderança.

0 comentários: