Slalom tem um rainha no Alpino

14:24 Net Esportes 0 Comments

Ainda no ano passado, em 28 de novembro, na cidade de Aspen, a sueca Maria Pietilä Holmner venceu a prova de Slalom da Copa do Mundo de Esqui Alpino com Maria Riesch em segundo lugar e Tanja Poutiainen na terceira colocação. Foi apenas um dia, apenas uma etapa e apenas um momento ruim na temporada perfeita que vem fazendo a esquiadora austríaca Marlies Schild, pois em qualquer outra etapa de Slalom da atual temporada quem chegou na primeiro colocação foi justamente ela, Schild, a competidora que já causa medo nas rivais e que após seu último triunfo literalmente se tornou a grande rainha do Slalom no Esqui Alpino, colocando até uma coroa e sentando no trono para ver com todo orgulho o grande reinado que acabou construindo.

Antes de Aspen, o primeiro território conquistado foi em Levi, na Finlândia. Maria Riesch estava lá, na segunda colocação. A saga continuava por toda a Europa, quando em 21 dezembro Marlies Schild fez o que sabe fazer mais uma vez, agora em Courchevel, na França. Seus exercito cresce na mesma proporção em que sua força e precisão aumentam, 2010 ainda não acabou pois ainda falta ser a melhor em Semmering, cidade localizada justamente em seu país de origerm, não tinha como não reinar em suas próprias terras. O ano novo chega e as coisas continuam como sempre foram, Aspen é passado e ninguém mais pode deter a nova rainha do Slalom, mais uma vitória em Zagreb, na Croácia, mais uma vez vendo Riesch chegar em segundo.

Vencer quatro provas em cinco disputadas a fazem ser rainha, a fazem liderar a modalidade com 400 pontos contra 320 da segunda colocada (claro que se trata de Maria Riesch), mas não fazem com que Marlies Schild tenha alguma chance na briga pelo título global. Certa vez, e isso foi no ano de 2004, ela venceu uma pova de Giant slalom, competindo na Áustria. Outra vez, faz tempo também, foi em 2006, Schild venceu uma prova de Super Combinado. Foi só, somente duas vitórias em outra modalidade que não seja o Slalom, e nada menos do que 25 triunfos na descida que é mais do que sua especialidade, e o que lhe mantém forte aos 29 anos de idade, é o que lhe da motivação para seguir competindo, que lhe deu dois títulos de temporada e o que lhe deu uma coroa, para abrilhantar um pouco mais o seu esforço.
Uma rainha que não pode brigar pelo título geral, não tem problema, outras grandes e importantes esquiadoras também estão na disputa para isso. Maria Riesch amargou mais um segundo lugar, é segunda na classificação do Slalom e também está em segundo no Downhill e no Super G, mas não tem problema, a alemã lidera na principal disputa, a classificação geral. Até aqui são 833 pontos conquistados com apenas duas vitórias mas cinco importantes segundos lugares. Lindsey Vonn não competiu Zagreb, mas lidera três modalidades e está em segundo no geral, com 'apenas' 647 pontos. Ainda faltam muitas montanhas cobertas de neve para serem descidas e definirem apenas em março quem será a grande rainha do esqui alpino de 2011, mesmo que até lá muitas outras rainhas sejam coroadas com antecedência por suas façanhas.

0 comentários: