Bryant 'fominha' leva outro MPV

14:06 Net Esportes 5 Comments

Kevin Durant, o jogador que faz o Oklahoma City Thunder não ser apenas mais um time na NBA, consegue a impressionante marca de 34 pontos em seu segundo All-Star Game da carreira. Com certeza poderia ter sido escolhido como MVP na grande noite das estrelas que este ano aconteceu na terra das estrelas, Los Angeles. Já Amar'e Stoudemire não foi tão bem quanto Durant, porém com 29 pontos atuando pelo time do Leste também era forte candidato, assim como seu rival no campeonato e companheiro de time na noite especial, LeBron James, que foi monstruoso ao conseguir se tornar apenas o segundo jogador em toda a história da partida com um triple-double, que também poderia ter lhe dado o prêmio de MVP se não fosse um pequenino detalhe.

Para reforçar o que representa fazer um triple-double em uma partida da All-Star Game, basta ver que em 60 anos de história apenas um jogador havia feito isso, seu nome é Michael Jordan, que em 1997 somou 14 pontos, 11 rebotes e 11 assistências. LeBron James só fez o favor de conseguir ser relativamente um pouco melhor, pois conseguiu os mesmos 29 pontos de Stoudemire, e ainda pegou 12 rebotes e conseguiu fazer dez assistências. Isso só aconteceu porque após todo aquele show de jogadas, passes espetaculares, enterradas monumentais e o verdadeiro objetivo da partida que é fazer festa com o público, os jogadores resolveram se aplicar um pouco mais no final, reforçar a defesa e no caso de James jogar pra valer, jogar para fazer o Leste vencer.

Para se conseguir um triple-double não basta se empenhar apenas no final do jogo, LeBron jogou bem durante todos os 32 minutos que esteve em quadra, só que o que ele fez no último quarto do jogo seu rival já estava fazendo antes, com mais intensidade durante os 29 minutos que esteve na "sua" quadra. Jogar em casa faz a diferença, que o diga Shaquille O'Neal quando em 2009 jogou em Phoenix pelo Suns, ou ainda Karl Malone jogando em Salt Lake City pelo Utah Jazz em 1993, sem falar é claro no ano de 1988 quando Michael Jordan jogou o All-Star Game em Chicago. Todos eles foram eleitos MVP atuando em casa diante de sua próprio torcida. Assim não tinha como Kobe Bryant pensar em algo diferente quando entrou no Staples Center ontem a noite, o dia era dele mais uma vez, o prêmio de MVP tinha que ser seu.

Em 1962 Wilt Chamberlain marcou 42 pontos no All-Star Game, recorde que permanece até hoje, mas ele não ganhou o prêmio de MVP porque o Leste saiu de quadra derrotado pelo Oeste. Kobe Bryant, que respirou fundo na estrofe do hino nacional interpretado Josh Groban, estava prevendo o que ia fazer diante do público e de milhões de fãs que viram o show do esporte na TV, pois acabou conseguindo 37 pontos e o mais importante, a vitória do Oeste por 148 a 143. Deste jeito não tinha como o prêmio de MVP ir para outro jogador, a própria história mostra que o MVP tem que sair do time que vence o jogo. E além de saber como levar seu rivais de outrora à vitória, Bryant sabe também como ser o MVP do jogo, a quarta vez que o faz igualar Bob Pettit, onde o segredo é simplesmente não passar a bola, pegar 14 rebotes e ir para a cesta, dar apenas quatro assistências e receber inúmeras, ser o cestinha e vencer o jogo, tudo pelo prêmio de MVP que no final das contas acaba sendo sempre merecido por quem o ganha.

5 comentários:

Ron Groo disse...

Joga muito o homem... Mas fiquei impressionado mesmo foi com o vencedor dos SlanDunks...

Net Esportes disse...

@Groo: Pode crer Groo ... o cara voar por cima do carro foi absurdo !!!!! sensacional !!!!

Patrick Araújo disse...

Poxa queria mto ter visto o jogo das estrelas...

Tenho certeza absoluta que foi sensacional o jogo...

Apenas monstros em quadra, até eu jogo fácil.. rsrsrsrsrsrs

O ser humano que vive apenas com a TV Aberta sofre em qualidade na telinha, mas fazer o q né, essa vida de assalariado brasileiro eh foda....

Jean Francisco disse...

Pois é, o MVP, que também é concedido ao feminino, induz ao estilo "fominha", como você bem frisou parceiro. Agora, além de competência, é preciso uma boa equipe para se manter na média. O legal nessa premiação é que, ainda não estando num time de primeira linha, o jogador pode conseguir o prêmio. É mais difícil, porém estimulante.
Abs
Jean Francisco
esportday.blogspot.com

Net Esportes disse...

@Patrick: Nem me fala Patrick, o jeito é apelar para a Internat .... procure sites como P2P4u e ATDHE ... que transmitem ao vivo às vezes até com boa qualidade de imagem. abs.

@Jean: Sem dúvida Jean, vale muito à pena ganhar e o jogador fica literalmente mais valorizado .... abs.