LeBron e a hora da verdade

14:11 Net Esportes 4 Comments

No ano que vem ou principalmente daqui a alguns anos, provavelmente veremos o Chicago Bulls liderado por Derrick Rose passando com alguma facilidade sobre um Cleveland Cavaliers de jovens talentos ou alguma outra equipe que possa estar surpreendendo nos playoffs por conta de uma nova estrela que esteja surgindo na NBA. A velha história dos novatos sendo superados pelos veteranos cheios de experiência. Chris Bosh é jogador da Seleção Americana de Basquete dos Estados Unidos da América, a mesma condição de Dwyane Wade que já foi até campeão e principalmente LeBron James, que chegou na final em 2007 e saiu derrotado, que carregava a equipe que o draftou nas costas, que era eleito MVP, apontado como o melhor de todos, mas que jamais chegou a lugar nenhum nunca, pois no final o que importa mesmo é ser campeão.

Fazer a melhor campanha da temporada, ser eleito o melhor jogador da temporada e acabar derrotado nos playoffs por uma equipe mais experiente, agora Rose e o Bulls sabem muito bem o que James e o Cleveland Cavaliers aprenderam nos últimos anos. É realmente incrível ver como demora algum tempo para que um jogador que se torna estrela na NBA conseguir o título, alguns deles chegam a jogar a vida toda e mesmo assim acabam nem conseguindo, e isso exige que você mude um pouco as coisas para ver o que acontece. O que mais Bosh poderia fazer no Toronto Raptors? O que Wade poderia continuar fazendo no Miami Heat sem aquele Shaquille O’Neal que o ajudou a ter o que nem ele e nem a equipe da Florida tinham em 2006? E principalmente o que LeBron James ainda poderia fazer no Cavs? Absolutamente mais nada.

Na NBA existe um teto salarial, mesmo que um time seja muito rico ele não pode sair contratando todos os melhores jogadores que existem, e isso às vezes nem da muito certo, pois o Boston Celtics montou um super time com pelo menos quatro estrelas e ganhou apenas um título. Mesmo assim todos sonham em pelo menos uns dois ou três grandes jogadores, não havia quase ninguém que não quisesse ter LeBron James, O New York Knicks queria muito, o próprio Cavaliers sonhava em mantê-lo em casa, mas quem acabou conseguindo foi o Miami Heat, tudo porque Dwyane Wade não queria sair de lá e acabou convencendo o amigo LeBron, conseguindo ainda Chris Bosh, que é tipo um Paul Pierce, uma cara que não é a grande estrela da equipe, mas que joga muito, e que consegue ser decisivo. O Miami Heat montou uma super equipe, só faltou convencer a todos de que eram favoritos ao título na prática e não apenas no papel.

A imagem do torcedor de Cleveland frustrado por não ter mais LeBron James fez a imagem de LeBron ficar um pouco arranhada, a equipe do Heat era favorita antes de começar a temporada, mas os meses de outubro e novembro mudaram um pouco esse aspecto, derrota na estréia, sequencias de três derrotas seguidas, uma dúvida sobre o potencial do time e tudo não passava apenas de uma falta de entrosamento. Em dezembro apenas uma derrota e depois altos e baixos, o Bulls disparava na frente, o Bulls venceu os três confrontos que fez conta o Miami, o Bulls reencontrou o Miami na final da Conferência Leste. O que mais o Miami precisava fazer para provar que a união de Wade com Bosh e James já havia dado certo faz tempo? O que o Miami Heat ainda precisa fazer para provar isso? Precisa ganhar o título, o próprio Bulls é um grande exemplo para isso, o Cavs de 2007 e o Mavs de 2006, não adianta nada se não for campeão da NBA.

Em 2006 além de Dwyane Wade e Shaquille O'Neal, o Heat tinha outros nomes experientes como Alonzo Mourning, Gary Payton e Antoine Walker. Esse ano a equipe além do trio de ferro tem também Mike Bibby, Mario Chalmers e o nada mal Mike Miller, no fim isso faz alguma diferença. O título de 2006 ficou marcado pelo grande diferencial que foi a chegada de Shaquille, se não estivesse por lá o Wade também não mudaria nada, mas a união de ambos em um grande momento de suas carreiras é que acabou fazendo a diferença. Desta vez a diferença é ter o Bosh e claro a principal diferença é ter o LeBron James, aquele que para muitos é o melhor jogador da atualidade, é disparado uma das maiores estrelas da NBA e obviamente um jogador que desperta também ódio ou indiferença por parte de alguns. O'Neal já havia sido campeão antes e foi lá só para provar que não conseguia o anel atuando apenas ao lado de Kobe Bryant, mas LeBron James jamais conseguiu ser campeão.

Para a sorte do Miami Heat, ou para alívio de LeBron, o adversário na grande final da NBA será a mesma equipe que o Miami enfrentou na final de 2006, o Dallas Mavericks, superado por 4 a jogos a 2 de virada. Justamente o Dallas que fez naquela oportunidade a única final em toda a sua história, e que tem não só seu grande astro Dirk Nowitzki tentando ser campeão pela primeira vez na carreira como também o veterano Jason Kidd em final de carreira com o mesmo objetivo do alemão, do Chris Bosh e claro sem a menor dúvida de LeBron James também, que já virou até uma obstinação porque definitivamente ele não quer ver sua carreira marcada por fracassos na hora da verdade, ele não quer mais sucumbir no momento derradeiro, nem ele, nem seus companheiros e nem seus próprios adversários. Quem perder ficará com a fama de amarelão e quem vencer vai ficar marcado na história, pois só os grandes campeão acabam sendo lembrados no final. (Por Net Esportes Foto: Jonathan Daniel/Getty Images)

4 comentários:

Ron Groo disse...

É... D-Wade e Lebrão não sabem brincar...
Mas acho que o time do Bulls é para o futuro, falta um "pipen" para ajudar o D-Rose, Deng é bom, mas não é confiável e Boozer, bem... É só Boozer.

Vou torcer pelo Dallas, só pra ver o Lebrão com cara de desconsolo e sem o anel...

Net Esportes disse...

@Ron Groo: Também acho que o Bulls ainda vai dar o que falar, agora eles precisam levantar a cabeça e seguir o trabalho ....

Se o Dallas ganhar vai ser muito engraçado mesmo ver o "Lebrão amarelão" ... mas não sei não, esse time do Miami está redondo, uma defesa muito forte, ontem nos últimos três minutos foi absurdo ... acabaram com o pobre Bulls !!!

abutre236 disse...

O LeBron não vai amarelar por que Miami não vai deixar, é o time a ser batido.

E depois de LeBrão conseguir o título(estou torcendo para o Heat), vai crescer e muito aquela discussão: Quem é melhor: Kobe ou Lebron?

Eu acho Kobe!

Net Esportes disse...

@abutre: Particularmente acho que se for campeão o LeBron ainda vai precisar de mais quatro títulos para ser comparado ao Kobe. Fora isso ele só supera a estrela do Lakers quando se torna sempre o jogador mais jovem a atingir uma determinada marca de pontos, a próxima são os 20 mil pontos.