Destino de Vettel é o mesmo

18:43 Net Esportes 2 Comments

Quando a temporada termina, quando o calendário marca apenas para o final do mês de março o início do próximo campeonato ou quando a Fórmula 1 entra em férias por quatro semanas no mês de agosto, só resta lamentar, porque o fã da categoria máxima do automobilismo vai sentir falta das corridas. Quem realmente gosta sente falta, quem realmente é amante da velocidade não deixará de ver o GP Brasil no dia 27 de novembro, mesmo que o título por acaso tenha sido definido no GP da Coréia, quem sabe até no GP do Japão. Todos estarão ligados no GP da Índia, no GP de Abu Dhabi, quem sabe até Sebastian Vettel esteja também correndo pela vitória nessas corridas, mesmo porque o alemão revelou que vencer é seu desejo em todas as provas, mesmo com uma vantagem de 85 pontos na classificação do campeonato mundial, e muito provavelmente quando tiver o caneco nas mãos, e isso prova que seu destino será o que parece mesmo.

O sinal amarelo foi aceso pela Red Bull faz tempo, porém o campeonato mundial da Fórmula 1 de 2011 está muito longe de pegar fogo. Quem pega fogo mesmo é o carro de Nick Heidfeld, novamente, saindo dos boxes, o fazendo pular fora bem rápido, explodindo e atingindo até os bombeiros com os extintores que estavam ali apenas fazendo o seu trabalho. O extintor será preciso para apagar também o fogo da equipe líder, pois mesmo que os touros vermelhos tenham ficado um pouco para trás, estão muito longe de perderem tanta potência a ponto de perderem seus títulos praticamente ganhos. Mesmo que o grande público anseie por isso, mesmo que aqueles que tratam a Fórmula 1 apenas pelo lado financeiro inevitável cheguem ao ponto de até colocar 'olho gordo' no jovem piloto, torçam contra, façam mandinga, tudo em vão é claro, pois Vettel no mínimo com a atitude que tem vai conseguir se segurar até o final.

Adrian Newey já avisou que um novo pacote vem aí após a parada das férias, o GP da Bélgica que o aguarde. Três corridas sem vencer, pelo menos ele voltou a ser o pole-position. Enquanto isso seus perseguidores que aproveitem, que vejam Fernando Alonso vencer na Grã-Betanha e fazer todos pensarem que a Ferrari voltou, que vejam Hamilton ser o melhor na Alemanha e confirmarem que a McLaren está bem melhor que o rival dos cavalinhos rampantes e principalmente, que vejam o inglês brigar lado a lado com o seu próprio companheiro de equipe no GP da Hungria, lembrando os duelos de Ayrton Sennna e Alain Prost, com Hamilton sendo porque não seu ídolo, mas sem Button ser como o francês, pois ele está mais para Gerhard Berger, pois é 'boa praça', é calmo, sossegado, vence quando poucos esperam, pois sabe esperar seu momento, tem a paciência que sem dúvida será uma grande alida de Vettel também daqui para frente.

Por três vezes no ano Sebastian Vettel perdeu uma corrida por um erro seu ou erro da equipe. Pela segunda vez, e agora de forma consecutiva, o alemão perde sem um erro crucial de alguém. A diferença, no entanto, é que o líder do campeonato voltou a ser pelo menos segundo colocado, pois administrar uma grande vantagem alcançada também faz parte de um plano para ser campeão, para vencer um campeonato da Fórmula 1 com antecipação e tranquilidade. E desta vez, Vettel não venceu principalmente por causa da chuva fina que caiu em Hungaroring no começo da corrida, e foi talvez por causa dela que Hamilton conseguiu não ser o vencedor também, errando na escolha dos pneus, apostando na água que viria do céu mais forte e não veio, além de ser mais uma vez punido depois de colocar em risco o escocês Paul di Resta. Tudo provando que as corridas estão bem mais agitadas e interessantes do que as que pareciam assim no começo do ano, mas por enquanto bem longe de mudar o destino certo rumo ao título de Sebastian Vettel. (Foto: Agência Reuters)

2 comentários:

Marcelonso disse...

O jovem alemão não poderia desejar cenário melhor, mesmo sem vencer a três corridas. Como falei, o maior vencedor do fim de semana

Para sua felicidade, venceu o piloto que estava mais distante na tabela.

abs

Luiz Paulo Knop disse...

O lance do Vettel é como o nosso amigo comentou aí acima, mesmo quando ele não vence, ele chega bem classificado, e ainda tem um revezamento de rivais na disputa com ele. Sendo assim, ele dispara cada vez mais... acho que o título se decide faltando 3 corridas para o fim, pelo menos...

http://esporteresenha.blogspot.com