Foi injusto com o Paraguai

18:04 Net Esportes 0 Comments

Isso vem desde as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, quando o Paraguai ainda tinha Cabañas, o jogador que no dia 15 de juhno de 2008 ajudou os guaranis a vencer o Brasil por 2 a 0 atuando no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Não é de hoje que os paraguaios estão jogando um futebol mais bonito, mais envolvente, não foi por acaso que a Seleção paraguaia terminou as eliminatórias em terceiro lugar com o mesmo número de pontos que o Chile e apenas um a menos que o Brasil, assim como não foi nenhum absurdo vê-los com a melhor campanha do Grupo F e o avanço até as quartas-de-final da Copa, perdendo por apenas 1 a 0 da Espanha que acabou levando o título. A euforia não precisa ser contida, a alegria que transparece através da musa do time Larissa Riquelme tem lógica, tanta que empatar com o Brasil na Copa América chega a ser injusto com o Paraguai.

Robinho sair para a entrada de Jadson no time brasileiro pode até ser visto como uma forma de todos pensarem que Mano Menezes sabe que as mudanças são necessárias quando nada da certo. Mais do que isso o jogador que era novidade ainda consegue fazer gol, quando finalmente um mínimo do que se espera de um jogador tão elevado às alturas como é Paulo Henrique Ganso, foi finalmente visto. Mais do que isso houve finalmente coragem e atitude em tirar Neymar de campo, substituído por Fred que nos últimos minutos mandou a bola para as redes conseguindo na ocasião um empate, isso após mais um passe preciso de Ganso. Tudo teria passado, no entanto, de pura sorte e acaso, deu certo como poderia não ter dado certo, o Brasil não jogou o suficiente para marcar dois gols contra o Paraguai, errou muito, não merecia vencer.

O Paraguai por outro lado foi muito mais preciso, o primeiro gol foi uma verdadeira obra de arte, belíssima jogada. A equipe começou muito mal a Copa América empatando sem gols com o Equador, mas diante do Brasil não se abateu após sair perdendo e conseguiu com muita bravura e competência a virada no placar. Cabañas talvez faça um pouco de falta para essa equipe, a pouca experiência pode ser também um ponto ruim e matematicamente a vitória da Venezuela, o próximo adversário, pode atrapalhar um pouco as chances de classificação. Seria uma verdadeira injustiça com o Paraguai, após o resultado injusto diante do Brasil. A equipe poderia ter ganho, poderia ter colocado o time brasileiro na pior situação possível e poderia ter feito Larissa Riquelme sorrir mais do que chorar, assim como 'sorri' o seu celular guardado em um lugar tão aconchegante, um lugar que todos gostaria de estar, mas não estão porque o mundo não é justo mesmo. (Foto: Globoesporte)

0 comentários: