A escalada do Monte Everest

15:33 Net Esportes 2 Comments

Rumo ao topo do mundo escalando a montanha mais alta do planeta terra. A 8.844 metros de altura, na cordilheira do Himalaia, a Chomolangma ou mãe do universo mostra a face do céu, a Sagarmatha, bem na fronteira entre o Nepal e o Tibete, na China. Dentre 15 possíveis rotas de ascensão ao Monte Everest, duas delas são utilizadas ao extremo, a sudeste e a nordeste. Geralmente os desafios a si mesmo, as aventuras que acontecem a muitos anos e a vontade de superação são realizadas entre abril e maio, antes do período das monções porque nesta época do ano a velocidade média das rajadas de vento é menor. A cada ano novos desafiantes da montanha gelada, lutando contra o ar rerefeito, tentando retornarem vivos, e isso desde 1924.

Para tudo na vida existe uma primeira vez. Os britânicos organizaram um expedição em 1921 e apenas três anos depois estavam lá na face Norte os alpinistas George Mallory e Andrew Irvine. A experiência em outros picos os credenciavam, mas nas entrevistas como uma em Nova York a pergunta sobre por que escalar o Everest sempre era feita; Mallory simplesmente respondeu - "Porque ele está lá.". E assim partiram rumo ao cume da montanha mais alta do planeta, mas infelizmente sumiram no meio da neblina e jamais retornaram para contar a história. Até hoje, e talvez para sempre, a dúvida sobre a dupla ter atingido o topo ou não prevalece, mesmo que algumas evidências indicam que eles teriam chegado em seu destino.

Em 1975 o chinês Wang Hongbao afirmou ter encontrado o corpo de um "velho inglês" perto do topo, seria Andrew Irvine, mas no dia seguinte Hongbao morreu tragicamente em uma avalanche sem trazer mais detalhes sobre seu achado. Já em 1999 uma expedição estado-unidense encontrou o corpo congelado de George Mallory. Com ele pertences intactos, tudo muito bem conservado, menos uma de suas câmeras Kodak, com um filme preto em branco que poderia ainda ser revelado segundo a empresa fabricante do equipamento, solucionando as dúvidas. Também não foi encontrada uma foto da esposa de Mallory que o alpinista sempre carregava consigo para colocar no topo do Everest quando chegasse lá; e esse fato segue até hoje sendo considerado um dos mais fortes por aqueles que acreditam ter sido a dupla britânica a primeira a chegar no topo.

Mas como dúvida não é certeza, o primeiro registro oficial de um alpinista que chegou no topo do Everest data de 1953, na manhã de 29 de maio, quando o apicultor neozelandês Edmund Hillary e o sherpa Tenzing Norgay encontraram finalmente o rosto do céu. Em 1975 foi a vez de Junko Tabei se tornar a primeira mulher no topo, em 1978 Reinhold Messner e Peter Habeler fizeram a primeira ascenção sem oxigênio e no ano de 1980 Messner voltou para fazer a primeira subida em solitário. Os brisileiros chegaram lá em cima pela primeira vez em 1995 com Waldemar Niclevicz e Mozart Catão. Eles realizaram um sonho, alcançaram uma meta incrível e fascinante já tentada por mais de 1500 pessoas em muitos anos de histórias, sendo algumas delas muito tristes, pois nem todos conseguem voltar, morrendo na montanha, a montanha mais alta e mais desafiadora do planeta. (Foto: Divulgação)

2 comentários:

Patrick Araújo disse...

Pow bem legal a história dos aplinistas que tentaram chegar ao topo do Everest.

Não fazia ideia que o primeiro brasileiro chegar ao topo foi no ano de 1995, tem bastante tempo se for analisar friamente até.

Realmente todo alpinista que um dia escalar essa montanha que é a maior de todas!

Net Esportes disse...

@Patrick: Dos brasileiros eu sabia que fazia um tempinho apesar de não saber a data exata. Mas a história dos primeiros também me surpreendeu muito quando eu estava pesquisando para escrever .... sensacional !!!