Argentina?? Era mesmo??

07:45 Net Esportes 3 Comments

Seleção Brasileira de futebol superclássico das américas Brasil Argentina Neymar Lucas Net EsportesEssa necessidade ímpar de se vencer um time considerado 'grande'. Uma grande Seleção como a França, Holanda, Alemanha ou Argentina. Se jogasse contra Itália e Espanha como estava previsto quem sabe teria uma chance, mas armar um duelo contra uma Argentina que sofre para montar uma Seleção e ainda assim conseguir marcar gols apenas no segundo tempo do segundo jogo em casa é realmente forçar muito a barra. Mesmo assim no frigir dos ovos a Seleção Brasileira de Mano Menezes finalmente conseguir sua tão obstinada busca por um triunfo contra um dos grandes do futebol, contra a Argentina, rival histórico e odiado na cultura popular muitas pobre de conceitos. Mas era Argentina mesmo? Será?

Os hermanos até tentaram dar uma recauchutada no regulamento do Superclássico das Américas, um duelo caça-níquel que reeditaram para ganhar uma grana a mais, como se já não ganhassem tanto. As equipes só poderiam ser formadas por jogadores que atuem em seus países, mas ontem estavam em campo pelos argentinos dois atletas que atuam no Brasil. E isso não significa nenhum problema, os regulamento inclusive deveria prever atletas que atuam na América do Sul, mesmo porque é o Super clássico das Américas. E todos os bons da Argentina atuam fora de sua terra natal, e mesmo assim a equipe ainda segurou o Brasil de grandes estrelas por muito tempo, até sonhando com a vitória.

O Brasil de Lula e agora o Brasil de Dilma vive um bom momento, às vezes se dando até ao luxo de se colocar fora da crise mundial. Até quando isso vai durar ninguém sabe, mas os clubes estão em condições de repatriar alguns jogadores e até de segurar outros. Sem falar em um Campeonato Brasileiro forte que revela novos nomes a cada ano. Assim fica fácil montar um time, com estrelas, com destaques, com previsão de show e é exatamente isso que atrapalha mais na hora de jogar futebol. O time brasileiro entra em campo para dar espetáculo com lindas jogadas ao invés de entrar para vencer a partida, o jogo bonito é muito bem vindo, claro, só que os jogadores estão atuando com a teoria muito mais do que a prática em si, sabem que podem fazer, mas não estão fazendo direito, ou com objetivo, que é balançar as redes.

Água mole, pedra dura, uma hora a bola acabaria entrando, ninguém queria reviver o drama dos pênaltis como na Copa América, ainda mais em um campo cheio de areia como o de ontem no estádio Mangueirão, em Belém do Pará. Lucas pode ser titular até no time que não é formado só com jogadores que atuam no Brasil, Neymar, que cai até na hora de fazer o gol é brilhante quando para em pé, sem falar nos novos nomes que surgiram, nos velhos como Ronaldinho Gaúcho que de uma hora para outra pode fazer a diferença e nos tantos outros que atuam fora. Mano tem a faca e o queijo na mão, só não sabe aproveitar, e ganhar dessa Argentina não muda nada, nem mesmo da Costa Rica ou México que são os próximos adversários. Ainda falta ganhar de um grande, de uma Itália ou de uma Espanha, e só teoria e promessas não serão suficientes. (Foto: Reuters)

3 comentários:

Patrick disse...

Esse jogo serviu somente pra deixar as torcidas brasileiras ficarem preocupadas com alguma lesão de seus atletas dos seus respectivos time nesta reta final do brasileirão... E secando que os atletas dos seus rivais se machucassemm... Apenas isso... rsrsrs

Mas de válido fica a bonita festa da torcida paraense, essa sim merece os parabéns"

Luiz Paulo Knop disse...

Acho válida a iniciativa do jogo, falamos sobre isso no Resenha Esportiva essa semana, vejo como uma oportunidade ímpar de acompanhar os "nossos" atletas mais "de perto".

Porém, é gritante a diferença dos brasileiros "brasileiros" e dos argentinos "argentinos". O futebol dos hermanos está cada dia mais decadente e se continuar dessa forma, ano que vem serão duas goleadas brasileiras no confronto...

Luiz Paulo Knop
http://esporteresenha.blogspot.com

Marcelonso disse...

Esse jogo foi uma piada. Aliás a nossa seleção tem sido uma piada até agora, e o pior é que o tempo está passando.

abs